Bruno Mazzeo,

RESENHA [CINEMA] : Vai que dá Certo, de Maurício Farias

01:34 Marlo George 0 Comments


Título: Vai que dá Certo
Ano: 2013
Lançamento: 22/03/2013
Distribuidora: Imagem Filmes
Duração: 87 min.
Gênero: Comédia
Diretor: Maurício Farias
Elenco: Gregório Duvivier, Fábio Porchat, Bruno Mazzeo, Natália Lage, Danton Mello, Lúcio Mauro, Lúcio Mauro Filho, Felipe Abib
Origem: Brasil
Idioma: Português

Sinopse : A história narra o reencontro de cinco amigos de adolescência que compartilham a frustração de não terem alcançado o sucesso que projetaram para suas vidas. A possibilidade de recuperar o tempo perdido surge através de uma tentadora e arriscada proposta: o assalto a uma transportadora de valores. O crime (quase) perfeito que prometia transformar suas trajetórias cumpre o seu propósito, mas não exatamente como planejaram. (Imagem Filmes).

E não é que deu certo!

Superando qualquer expectativa pessimista (de minha parte, sejamos claros), Vai que dá Certo é um filme muito legal. Não chega a ser um filme perfeito, mas vale o ingresso e o seu tempo.

Duvivier. Grata surpresa. (Divulgação)
O diretor Maurício Farias já esteve no comando de dois filmes que sinceramente não curti, A Grande Família, de 2007 (baseado na série de TV homônima, que também é dirigida por ele) e Verônica, de 2008. De seu currículo apenas O Coronel e o Lobisomem, de 2005, havia, até agora, chamado a minha atenção. Tendo em vista os fatos, relato que não foi com entusiasmo que cheguei à cabine de imprensa promovida pela Imagem Filmes para assistir o filme resenhado. Pra dizer a verdade estava bastante desanimado. Quando o filme terminou estava convencido de que tinha acabado de assistir um bom filme.

Um dos motivos do meu desanimo inicial era o formato. Farias já tinha errado a mão antes em A Grande Família quando tratou um filme para o cinema como se fosse mais um episódio da série de TV. As duas mídias são muito diferentes e requerem cada uma uma linguagem diferente. Em Vai que dá Certo ele acertou no timming e criou um filme dinâmico.

Outra coisa que me preocupava era o cast. Tinham tantos astros contemporâneos da comédia brasileira que eu quase que apostei que um iria querer aparecer mais que o outro. Caí do cavalo novamente, felizmente. O elenco estava coeso, afinadíssimo.

Fabio Porchat (Imagem Filmes)
Fabio Porchat deu vida à Amaral, um camarada que é dono de uma locadora de DVD e vídeo games em sociedade com o irmão Vaguinho, personagem de Gregório Duvivier. O trabalho de Porchat eu já conhecia, porém ainda não tinha prestado atenção em Duvivier e gostei muito do que vi. Ele conseguiu reverter a má impressão que tive ao assistir o trailer, principalmente na cena em que ele menciona o Batman e o James Bond. Esse lance de referências ao mundo pop já está meio datado, mas Duvivier (com auxílio do roteiro, claro) compôs essa personagem tão bem que mesmo as cenas em que temos referências, e são várias, ficaram legais. O mesmo posso dizer de Felipe Abib e seu Tonico, mesmo que em menor escala.

Já Paulo Pedreira, de Bruno Mazzeo, nos faz esquecer rápido do Bruno de Cilada.com e da série Cilada. Até que enfim Mazzeo conseguiu me convencer como ator. Poderia dizer que o nosso ilustre deputado também poderia ter me feito esquecer de sua personagem no filme E Aí, Comeu?, mas desse eu já esqueci faz tempo.

Danton Mello, Fabio Porchat e Lúcio Mauro Filho. (Imagem Filmes)
Uma personagem que me conquistou aos poucos foi o louco do Danilo. Lúcio Mauro Filho começa o filme meio morno, mas vai aquecendo e no final nos apresenta um belíssimo trabalho. Caricato na medida certa, quase canastrão. Perfeito.

Danton Mello e Natália Laje fazem os dois personagens mais "normais" da patota e, neste papel de "normais" serviram de escada para o resto da galera, mostrando aquilo que todo mundo já sabia: Que ambos já estão maduros como atores. Não podemos também deixar de falar em Lúcio Mauro (o pai) que faz uma participação digna de nota e a cena do tiroteio, ao lado de Duvivier e Abib é impagável.

Enfim, se você está sem programa pra este fim de semana, Vai que dá Certo é recomendado pra você. Principalmente se estás meio mal humorado, triste ou desanimado como eu estava.

Trailer


0 comentários: