728x90 AdSpace

  • Nerd News

    segunda-feira, 3 de junho de 2013

    RESENHA [TV] : Game of Thrones, S03E09

    Série: Game of Thrones (2013)
    Temporada: Terceira
    Episódio: 09
    Título: The Rains of Castamere
    Diretor: David Nutter
    Roteiro: George R. R. Martin
    Elenco: Lena Headey, Peter Dinklage, Maisie Williams, Michelle Fairley, Emilia Clarke, Alfie Allen, Iain Glen, Kit Harington, Sophie Turner, Jack Gleeson, Aidan Gillen, Isaac Hempstead Wright, Richard Madden, Thomas Brodie-Sangster, Richard Dormer, Mark Drake, Nathalie Emmanuel, Ciarán Hinds, Kristofer Hivju, Rhys Howells, Philip McGinley, Hannah Murray,
    Duração: 60 min.
    Exibição: 02/06/2013


    Advertência: Esta resenha está cheia de spoilers da série de TV. Continue por sua própria conta e risco.

    The Rains of Castamere

    E a tradição é mantida em Game of Thrones!

    Novamente o nono episódio da temporada trás cenas que tem consequencias que mudam o rumo do jogo de tronos de Westeros e entram para a história e tradições daquele mundo. Se na primeira temporada o nono episódio nos brindou com a a inesperada sentença de Eddard Stark e na segunda com a, agora lendária, Batalha da Água Negra, nesta terceira temporada tivemos, nada mais, nada menos que a queda de um dos pretendentes ao trono de ferro.


    O núcleo mais chato da série.

    O episódio inteiro gira, principalmente, em torno do destino da família Stark. Até mesmo o fato de Sam, Gilly e seu bebê terem chegado à Muralha tem relação com o destino de um dos membros da família dos lobos do norte, fato que certamente ocorrerá no próximo episódio. Bran seguirá seu caminho em busca do corvo de três olhos, além da Muralha, na companhia de Hodor, Jojen e Meera. Rickon e Osha irão se refugiar em um local seguro e, a que tudo indica, não voltarão a aparecer na série tão cedo. A cena de despedida de Rickon (que finalmente falou alguma coisa) e Bran foi, dentro do possível, emocionante, levando-se em consideração a imaturidade dos atores. Venho dizendo desde o início desta terceira temporada que o núcleo de Bran era o mais chato da série. Continua sendo, mas agora que os poderes do garoto aleijado dos Starks começou a se desenvolver, pode ser que sua saga pessoal fique mais interessante.

    Jon Snow foge, deixando sua amada pra trás.
     O bastardo Jon Snow bem que tentou, mas seu disfarce como "selvagem" já estava começando a ficar bem difícil de sustentar. Pra isso ele teria que ir de encontro à muitos de seus princípios e, pelo que conhecemos do personagem, já sabíamos que ele não iria suportar por muito tempo. Jon foge após enfrentar seus ex-aliados do extremo norte. Uma pena ele ter deixado Ygritte pra trás. O casal tinha química. Espero que eles se reencontrem ainda nesta temporada, apesar de só haver mais um capítulo.

    Arya e Clegane.
    Arya Stark, que foi capturada por Sandor Clegane, anda comendo o pão que o diabo amassou desde que foi pra Porto Real, na primeira temporada. Cão de Caça havia dito que a levaria até as Gêmeas, onde seria realizado  casamento de seu tio Edmure com a filha de Walder Frey. O plano parecia perfeito. Clegane entregava a menina ao seu irmão e mãe (que estariam nas Gêmeas em razão do casamento),  receberia uma compensação em ouro e todos ficariam felizes. Mas entrou água, digo sangue, no plano e nada ocorreu como haviam planejado.

    Ocorre que Walder Frey, interpretado pelo brilhante David Bradley (mais conhecido como Argus Filch da série Harry Potter), ainda não havia se conformado com a quebra de juramento de Robb Stark. Robb havia se comprometido com a Casa Frey, prometendo casar-se com uma das filhas do patriarca em troca de atravessar a ponte dos Frey com seu exército, ainda na primeira temporada, o que lhe pouparia um tempo considerável em sua viagem até Porto Real. Mas Robb casou-se com Talisa, contrariando Walder. Quando o calo apertou, principalmente após sentenciar o patriarca dos Karstark e perder o apoio de sua família na causa do Rei do Norte, Robb se viu obrigado a engolir o orgulho e ir pedir arrego à Casa Frey. Em reparação à sua traição, Robb ofereceu seu tio, Edmure Tully, como noivo para uma de suas filhas.

    As "beldades" da Casa Frey.

    O boato que rolava por toda Westeros era que as filhas de Lorde Walder Frey eram feias de doer, fato que foi constatado pela comitiva dos Stark assim que chegaram às Gêmeas. Na boa, não sei aonde o cast da HBO achou aquelas mulheres. Era uma gente feia, esquisita... uns tribufus. Edmure deve ter ficado um gosto ruim na boca ao "apreciar" aquelas "beldades". Porém, esta era uma das traquinagens do velho Walder para sacanear Robb. Na hora do casamento propriamente dito, o velho sacana ofereceu à Edmure a sua filha mais bonita. Assim que Robb a viu, o velho marotamente da uma acenada para o Rei do Norte, como que querendo dizer: "Podia ser você lá, otário!".

    O incompetente Robb e sua mãe.

    Após a cerimônia rola a festa e o clima, apesar de festivo, estava tenso. Catelyn pressente que algo está errado, mas como está na companhia de seu tio Peixe Negro e de Lord Roose Bolton, que são leais à Casa Stark, ela tenta dar uma relaxada. À certa altura da festa Walder Frey ordena que o casamento seja consumado e pede que se inicie a tradição de levar os noivos para a cama (a mesma tradição que Rei Joffrey queria que tivesse acontecido no casamento de Tyrion com Sansa, para humilhá-lo) e assim é feito. Os noivos deixam o salão de festa e restam lá alguns membros das famílias Frey e Stark (Peixe Negro havia deixado o recinto sob o pretexto de urinar em uma árvore). Neste momento, alguém, à mando de Walder, fecha a porta do salão de festas. A banda, que até aquele momento estava tocando animadas baladas festivas, passa a dedilhar as notas da soturna canção, "The Rains of Castamere", uma balada da família Lannister. Catelyn percebe que se trata de uma emboscada assim que vê que Lorde Bolton está usando uma cota de malha. Ela esbofeteia a cara do traidor dos Bolton com vontade, mas já é tarde demais. Talisa é esfaqueada várias vezes na barriga, onde carregava o herdeiro de Robb. O Rei do Norte e sua mãe são flechados e tombam feridos. Robb se levanta perante um debochado Walder Frey, mas é liquidado pelo próprio Roose Bolton. Catelyn é degolada logo depois.

    Catelyn é assassinada.

    Primeira coisa que pensei, logo após esta cena grotesca, que foi seguida dos créditos que rolaram sem qualquer canção, após alguns segundos de tela negra, em luto: Coitada da Arya.

    Assim é Game of Thrones. Bobeu e moveu as peças do jogo de modo negligente, dançou. Robb vinha de uma sucessão de decisões erradas e acabou sendo morto por aqueles que deveriam ser seus aliados. Casou-se com quem não devia, degolou quem não devia, confiou em quem não devia  e fez trato com quem não devia. Morreu!

    Talisa foi a primeira a morrer.

    Pra que se casar com aquela garota de Volantes? Ele poderia muito bem ter agido como seu pai agiria e casado com a filha de Walder Frey. Ele teria a lealdade dos Frey, garantindo não só a travessia pela ponte como também mais homens à sua causa.

    Pra que arrancar a cabeça do Lorde Karstark? Perdeu a lealdade deles e um pouco da moral com todos os outros Lordes do Norte.

    Pra que confiar em um camarada que tem como sigilo um homem esfolado e que habita em um lugar chamado Forte do Pavor? O camarada se deixou subornar na primeira oportunidade. Com certeza exigiu Winterfell aos Lannisters como pagamento por sua traição à Casa Stark. Já dava pra sacar que o cara tinha má intenção, quando não avisou à Robb que seu filho bastardo Ramsay Snow tinha capturado Theon Greyjoy.

    Pra que fazer trato com quem você tinha acabado de trair a confiança? Na boa, esse Robb deu muito mole.

    A Mãe dos dragões fica mais poderosa à cada episódio.
    Enquanto isso, do outro lado do mar, Dany continua sua saga libertando escravos e dominando cidades inteiras. Não vejo a hora dela aparecer em Porto Real reivindicando o que é seu, por direito, na companhia de três dragões.

    Marlo George, assistiu, escreveu e não sabe quem tem mais dragões? Dany ou Walder Frey.
    • Comente no site
    • Comente no Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: RESENHA [TV] : Game of Thrones, S03E09 Rating: 5 Reviewed By: Marlo George
    Scroll to Top