Amazônia,

CRÍTICA [CINEMA] | "Amazônia", por Kal J. Moon

18:48 Kal J. Moon 0 Comments

Dificilmente, o grande público teria um real interesse em assistir um documentário sobre a Amazônia, sua fauna, flora, ecossistema etc. Até porque se tem acesso a essas informações na internet, em programas de TV ou livros.

Mas como apresentar essa informação rejeitada a um novo público?

E é justamente neste "detalhe" que reside o êxito de "Amazônia", dirigido por Thierry Ragobert (do documentário O Planeta Branco, sobre o ártico), uma vez que este filme é contado em forma de história, através das experiências do macaco-prego Castanha após o avião que o transportava a um circo cair no meio da mata. E como ele vinha do Rio de Janeiro e era domesticado, teve de se esforçar para encontrar abrigo, alimentação, isso sem contar os perigos que enfrenta ao longo de quase uma hora e meia de exibição - a curta duração também é outro ponto positivo da produção, que em nenhum momento é maçante ou enfadonho.



O fato desta história ser narrada / dublada por Lúcio Mauro Filho (que não é novato no assunto pois já havia feito a versão brasileira de de Po em Kung Fu Panda) só agregou valor ao roteiro adaptado por Luiz Bolognesi (do recente Uma História de Amor e Fúria) e os diálogos escritos de José Roberto Torero (de Vendo ou Alugo).

'Diversão garantida para toda criançada e que não ofende nem um pouco a inteligência e paciência dos adultos na platéia.'

Com imagens simplesmente espetaculares de cenários naturais que poderiam ser filmes de grande porte como Avatar - e tem uma sutil citação a isso numa esperta observação vinda de Castanha -, a esmerada direção de fotografia mostra o que há de mais belo e cativante que remetem os trintões da platéia àquelas imagens que vinham em cartões numa famosa barra de chocolate...

Falando em referências à cultura pop, muito interessante e oportunas as comparações a Homem-Aranha, Piratas do Caribe, a animação Rio, dentre outros, para contextualizar algumas situações.


Alguém pode até perguntar, com razão, se o filme é didático e ecológico. Sim, é, como não poderia deixar de ser e isso nem representa qualquer defeito, uma vez que a forma como o discurso é direcionado, com leveza e otimismo, torna tudo agradável, entretendo o espectador e cumprindo seu papel como produto.
Somente ao final temos o alerta da destruição feita pelo homem e a conscientização vem do que se entende a partir do último diálogo de Castanha. E que cada um busque a sua!

Além disso, o macaco Castanha é muito carismático, a ponto de quase pensarmos estar vendo um filme como Babe - O Porquinho Atrapalhado.

Diversão garantida para toda criançada e que não ofende nem um pouco a inteligência e paciência dos adultos na platéia.


Kal J. Moon vibrou com a cena do gavião real... Lindo!



Amazônia (Brasil / França - 2013)
Direção: Thierry Ragobert
Roteiro: Luiz Bolognesi e José Roberto Torero
Elenco: Lúcio Mauro Filho e Isabelle Drummond
Estreia: 26/06/2014
Cópias em 2D e 3D

Sinopse: O filme “Amazônia”, de Thierry Ragobert, estreia no Brasil em 26 de junho. Coproduzido pela brasileira Gullane em parceria com a francesa Biloba, o longa-metragem em 3D apresenta para toda a família as aventuras de Castanha, um pequeno macaco-prego domesticado que tem de aprender a viver na natureza.

0 comentários: