Crítica Quadrinhos,

CRÍTICA [QUADRINHOS] | Surfista Prateado : Parábola, por Andreas Cesar.

12:04 Andreas César 0 Comments

Eu sempre curti as histórias em quadrinhos antigas, não sei se é porque eram mais simples e curtas, ou se é pelo fato de a arte agradar mais meus olhos do que as de alguns artistas mais novos como Frank Quitely ou John Romita Jr., e olha que nem falei de artistas tão novos assim. Mas, que sempre me divirto quando as leio, isso é fato.

Contudo, o que é mais interessante, é que essa HQ em especial, Surfista Prateado : Parábola, não é tão antiga assim, tendo sido lançada em 1988/89, porém, ela foi escrita por dois homens que vêm da época das histórias as quais me refiro. Moebius e Stan Lee são a dupla que fez esse gibi do Surfista, e vou te falar, que dupla!


Stan Lee todos conhecem, suas histórias e personagens são um legado dos comics da Marvel, e seu nome será perpetuado por todos os fãs de quadros e balões, principalmente quando se tratam de heróis. O roteiro que nosso caro Stan fez para esta história é muito bom, contendo muitas filosofias da parte do autor que unidas a uma boa historia, faz com que esse seja um dos quadrinhos mais legais de Lee que eu já li.

A ideia da representação de Galactus vindo ao nosso planeta como se fosse um ser divino e a forma como a humanidade reagiu ao "Deus" que chegou é realmente um ponto forte desse gibi.

"A união do roteiro de Stan Lee com a arte de Moebius torna esse um dos gibis indispensáveis na coleção de qualquer fã de quadrinhos"

Já Jean Giraud, mais conhecido como Moebius, é um dos artistas que fico feliz de passar a conhecer. Nunca tinha ouvido falar de Jean, mas a partir de agora, vou buscar em todas as bancas e sebos mais histórias com sua arte. E é arte mesmo!

No fim da edição da Panini do gibi, tem vários extras com Moebius contando como fez as ilustrações de Surfista Prateado : Parábola, e depois de lê-los, entende-se que não foi de brincadeira que ele ilustrou o quadrinho. É muito legal ver um desenhista que se preocupa com cada página a ponto de refazê-las quando acha que está ruim.

Giraud tem um estilo próprio belo e característico, não se parecendo com nenhum outro artista, mesmo que seu traço já seja datado, continua impressionante. O modo como ele organiza os quadros em algumas cenas é muito bom, e traz aquela essência das primeiras HQs de heróis como Batman, Superman, entre outros.

Mas, no fim, o que torna o gibi mais encantador é a o próprio Surfista Prateado, temos um personagem que perdeu a fé na humanidade quando ela mais precisa da ajuda dele, mesmo sem saber. E, o modo como o mesmo passa a dar mais uma chance pra humanidade é muito legal, ainda mais ao vermos que a esperança que ele tem de derrotar Galactus nunca morre. "Não há desonra em falhar", diz o filosófico personagem, "...a única derrota é não ter tentado".

A linda arte de Jean Giraud unida ao roteiro de Stan Lee torna Surfista Prateado : Parábola um gibi indispensável para qualquer colecionador de quadrinhos em geral. Vale muito a pena.


Andreas Cesar leu, criticou e tem esperança de achar um desenhista novo que faça uma arte tão boa quanto a de Moebius

0 comentários: