728x90 AdSpace

  • Nerd News

    quinta-feira, 3 de julho de 2014

    CRÍTICA [CINEMA] | O Espelho, por Marlo George.

    O Espelho, à exemplo de Mama de Andrés Muschietti, também é baseado em um curta metragem. Remake do premiado curta Oculus: Chapter 3 - The Man with the Plan de 2006, escrito e dirigido pelo diretor Mike Flanagan, O Espelho é uma versão em longa metragem do suspense que apesar de ter sido filmado em 2012 e de ter sido apresentado no Festival de Toronto de 2013 só teve um lançamento em grande circuito, nos EUA, em abril de 2014. O filme chega em julho ao Brasil pela PlayArte.

    Repleto de clichês do gênero e com elenco modesto (a única estrela é a atriz Karen Gillan de Dr. Who e do vindouro Guardiões da Galáxia), a produção tem poucas locações e se vale do clima sombrio para disfarçar os problemas na maquiagem. Seria apenas mais um filme de suspense com trilha sonora de quinta categoria e sem maiores pretensões não fosse pelo roteiro.


    Bem resolvido, o roteiro é excelente, apesar da história bobinha de um casal de irmãos que pretende "matar" o ser que vive em um antigo espelho que pertenceu a sua família e é o responsável por enlouquecer seus pais. O modo como Flanagan mescla o passado e o presente, criando subtramas que ao se colidirem culminam em um desfecho terrível, fechando todas as pontas soltas, é incrível. Se em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, a mente de Wolverine volta no tempo para cumprir uma missão, neste filme a entidade do espelho assombrado brinca com as memórias passadas das personagens para saciar sua vontade vil.



    Produção de baixo orçamento (custou cinco milhões de dólares), O Espelho agradará aos fãs de filmes de suspense e quem curte histórias bem contadas.


    Marlo George assistiu, escreveu e ficou um tempo sem coragem de encarar um espelho.




    Data de lançamento: 03 de julho de 2014
    Estúdio: Relativity Media 
    Distribuição: PlayArte
    Diretor: Mike Flanagan 
    Roteiro: Mike Flanagan, Jeff Howard 
    Elenco: Karen Gillan, Katee Sackhoff, Brenton Thwaites, James Lafferty, Rory Cochrane, Annalise Basso, Garretty Ryan, Kate Siegel, Katie Parker, Miguel Sandoval 
    Gênero: Horror

    Sinopse: Família é assombrada por entidade que vive em um espelho antigo.

    • Comente no site
    • Comente no Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: CRÍTICA [CINEMA] | O Espelho, por Marlo George. Rating: 5 Reviewed By: Marlo George
    Scroll to Top