Crítica Cinema

CRÍTICA [CINEMA] | "Caçada Mortal", por Marlo George

13:43 Marlo George 0 Comments

Baseado em um dos livros de Lawrence Block (da série que conta as aventuras do detetive particular Matthew Scudder) 'A Walk Among the Tombstones' de 1992, 'Caçada Mortal' traz Liam Neeson no papel do emblemático personagem que foi anteriormente interpretado por Jeff Bridges, no filme 'Morrer Mil Vezes' de 1986. Trata-se do segundo longa dirigido por Scott Frank, que é mais conhecido por seu trabalho como roteirista, mister pelo qual foi indicado ao Oscar em 98 pelo filme 'Irresistível Paixão' e ao Globo de Ouro em 95 por 'O Nome do Jogo' de 1995, ambos baseados em obras do cultuado Elmore Leonard.

A trama acontece em Nova York, no bairro Midtown West em Manhattan, que também é conhecido como Hell´s Kitchen (Cozinha do Inferno). Scudder, um detetive particular, ex-policial e alcoólatra, convencido por um rapaz que conheceu nas reuniões dos Alcoólicos Anônimos, passa a investigar o assassinato brutal da mulher de um traficante de drogas. Conforme avança nas investigações, Scudder descobre que os assassinos  já haviam cometido crimes com os mesmos métodos e sutilezas anteriormente.


Protagonizado pelo indicado ao Oscar, Liam Neeson, 'Caçada Mortal' é um suspense cerebral e dinâmico, com jeitão de filme dos anos 80, do mesmo naipe de 'Desejo de Matar', com Charles Bronson. A credibilidade que Neeson passa em qualquer papel que interpreta, empresta um tom crível à seu Scudder. Um ponto positivo é a ausência de piadinhas sobre a idade do personagem, como acontece nas franquias 'Mercenários' e 'Red: Aposentados e Perigosos', mas este mérito é do roteiro, que dispensou este tipo de gag a favor de um filme mais consistente.

Além disso, tudo que acontece durante os 114 minutos de projeção faz sentido. O que faltou em 'O Protetor', filme mais recente com Denzel Washington, no que diz respeito ao cuidado com o roteiro, é suprido em 'Caçada Mortal'.

Falando em roteiro, o mesmo tem uma piada interna. Ruth Wilson (Walt nos Bastidores de Mary Poppins) interpretou a parceira de Scudder, Joe Durkin, porém Scott Frank decidiu no meio do processo que o personagem de Neeson não deveria ter parceiro algum, e as cenas com Wilson foram cortadas. Durante o filme, vemos Scudder dizer para o aspirante a detetive TJ (Brian 'Astro' Bradley) que não trabalha com ninguém. Ocorre que esta é uma das diferenças entre o filme e o livro, já que na versão literária Scudder tem sim um parceiro chamado Joe Durkin, porém este personagem é homem.


A direção de fotografia, responsabilidade de Mihai Malaimare Jr. (O Mestre), mantém o clima de suspense e a edição também é bastante competente. A trilha sonora incidental é intrigante e ajuda a manter a tensão nos momentos mais dramáticos de 'Caçada'. Destaque também para a direção de arte de Jonathan Arkin, que conseguiu passar a sensação de que o filme foi mesmo rodado durante os anos 90, época em que a trama se passa.

Os créditos são apresentados ao som da versão cover da canção 'Black Hole Sun', da banda Soundgarden, interpretada por SWANN (com participação de Nouela), encerrando o filme de forma excelente.

'Caçada Mortal' não chega a ser um clássico e nem pretende ser. Cumpre sua função de entreter, dar calafrios no espectador e tem nossa recomendação.


Marlo George assistiu, escreveu e curtiu muito o papel de Astro neste filme. TJ é um moleque maneiro...

0 comentários: