728x90 AdSpace

  • Nerd News

    quinta-feira, 23 de julho de 2015

    CRÍTICA [TV] | "Sharknado 3: Oh Não!", por Marlo George.

    Tosqueira pouca é bobagem!

    A franquia Sharknado chega, enfim, ao seu terceiro longa metragem, após superada a greve, de março passado, que pôs em risco sua produção. "Shaknado 3: Oh Não!" foi exibido ontem, em transmissão simultânea com os EUA, no canal pago SyFy, em versão dublada.


    Mantendo a tradição dos filmes anteriores, o novo longa nos apresenta uma nova leva de humanos sendo massacrados por tubarões, que acabam vindo parar em terra através de tornados que os sugam do mar e os transportam até o seu restaurante ocasional. Dessa vez, a bola da vez é a capital americana, Washington D.C., e no cardápio, o Presidente dos Estados Unidos. Para salvar o dia, entram em ação o herói fanfarrão Fin Shepard e sua trupe.

    Como já não é uma novidade, esse terceiro filme soa um tanto quanto "mais do mesmo", apesar de a ameaça sharknado ter aumentado assustadoramente, quando vários tornados se unem, formando um paredão assassino. A forçação de barra (necessária) do roteiro chega ao cúmulo de enviar os heróis ao espaço, para tentarem deter o avanço do sharknado gigante. Surpreendente.

    Além do elenco fixo, Ian Ziering e Tara Reid, tivemos o retorno de Cassie Scerbo e várias participações especiais, que são o que há de mais legal no filme. George R. R, Martin (Game of Thrones), Chris Jericho (WWE), Ne-Yo, Chris Kirkpatrick (N Sync), Jerry Springer, Lou Ferrigno (O Incrível Hulk), entre outros, são servidos no banquete dirigido por Anthony C. Ferrante.


    David Hasselhoff, Mark Cuban, Ann Coulter e Frankie Muniz também estão no longa em papeis mais relevantes que os de outros astros convidados. Foi legal rever Bo Derek, musa dos anos 80, na telinha novamente.

    Segundo o diretor, Sharknado já é um evento do verão americano e uma quarta fita da franquia já está sendo planejada para  o ano que vem. Se continuar sendo uma diversão despretensiosa e uma ode aos filmes B e aos anos 80 e 90, que venham Sharknado 5, 6 (...), 10....



    Marlo George assistiu, escreveu e adorou ver o George R. R. Martin provar de seu próprio veneno.
    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    1 comentários:

    1. Quero poder PARTICIPAR de um dos próximos Sharknados! Continua divertido demais, hahaha

      ResponderExcluir

    Item Reviewed: CRÍTICA [TV] | "Sharknado 3: Oh Não!", por Marlo George. Rating: 5 Reviewed By: Marlo George
    Scroll to Top