728x90 AdSpace

  • Nerd News

    quinta-feira, 24 de setembro de 2015

    CRÍTICA [CINEMA] | "American Ultra: Armados e Alucinados", por Marlo George.


    O subtítulo criado no Brasil para o novo filme do diretor Nima Nourizadeh é tão malfadado quanto o próprio longa. "American Ultra: Armados e Alucinados" não passa de mais uma bobagem afetada com pinta de obra cult, como "Vício Inerente", de Paul Thomas Anderson. Com o agravante de ter sido estrelado pela dupla mais insossa de Hollywood: Jesse Eisenberg e Kristen Stewart.

    O casal não tem química nenhuma, ambos são apáticos e para coroar a tragédia o roteiro é recheado de clichês que só destacam a falta de talento dos dois. Max Landis, que fez um ótimo trabalho em "Poder Sem Limites", errou feio dessa vez escrevendo um dos piores roteiros do ano, quiçá da década.

    Se não fosse o excelente trabalho da edição de Andrew Marcus e Bill Pankow, assim como da direção de fotografia, que ficou à cargo de Michael Bonvillain"American Ultra: Armados e Alucinados" seria um total desperdício de tempo. Nessas duas categorias o filme acertou.

    Falhando ao tentar ser cult, descolado e pop ao mesmo tempo, "American Ultra: Armados e Alucinados" não é uma obra de entretenimento. É, na prática, uma tortura.



    Marlo George (infelizmente) assistiu, escreveu e quer saber a opinião da galera que não curtiu "Quarteto Fantástico" sobre "American Ultra: Armados e Alucinados".
    • Comente no site
    • Comente no Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: CRÍTICA [CINEMA] | "American Ultra: Armados e Alucinados", por Marlo George. Rating: 5 Reviewed By: Marlo George
    Scroll to Top