728x90 AdSpace

  • Nerd News

    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

    CRÍTICA [CINEMA] | "Aquaman", por Andreas Cesar.

    A minha expectativa para "Aquaman" era baixa. Muito baixa, para falar a verdade. Dos trailers e teasers, nada me agradava, fazendo-me ir assistir o filme com muitas dúvidas e nenhum ânimo. Porém, com poucos minutos de filme minhas expectativas foram superadas e eu mergulhava numa história muito boa e divertida. 

    Não vou mentir, conhecia pouco da história do Aquaman. Li poucas revistas em que ele era o principal, e na maior parte das vezes ele apenas aparecia de fundo em quadrinhos como Reino do Amanhã e Flashpoint. Assim, tive que buscar base nas HQs que o filme se baseou para me aprofundar um pouco mais no personagem, o arco do personagem nos Novos 52, escrito por Geoff Johns e desenhado por Ivan Reis (recomendo que quem não conhece o personagem faça o mesmo, conseguiu me fazer conhecer mais da sua origem e afins). 

    O filme começa com a origem do personagem, contada de modo rápido e sucinto, como deve ser (já estou cansado de filmes que demoram 2 horas apenas contando como o fulano de tal virou um super-herói). Em poucos minutos somos apresentados ao plot principal da trama e aos minoritários, sendo inseridos no roteiro rapidamente. Ainda que pareça apressado no início, isso não incomoda a trama, já que são muitas as informações e depois o filme relaxa um pouco nesse aspecto. Não vou falar muito mais para não estragar a experiência daqueles que não assistiram o longa.


    Quanto às atuações, são excelentes. Jason Momoa traz um Arthur Curry carismático e, sem dúvida, não me importei que ele não parecia com o dos gibis. A Mera de Amber Heard também é uma personagem interessante, com importante papel na trama do filme. Merecem destaque os atores Willem Dafoe (um dos meus atores preferidos) e Patrick Wilson, que atuam incrivelmente no filme. Além das atuações, os subtramas bem amarrados e a cena pós-crédito me deixaram ansioso com o próximo filme do herói. O único ator que eu esperava mais foi Yahya Abdul-Mateen II, que atuou como Manta Negra, mas acho que isso pode ter sido pelo pouco tempo de tela do personagem.

    Já no que tange aos efeitos especiais, o filme não desaponta. Os animais marinhos são perfeitos e muito críveis, os lasers e explosões criados pelo Manta Negra são realistas e todo o mais convence. A edição e a mixagem de som são muito boas, fazendo o espectador entrar no mundo de Arthur Curry no cinema. A fotografia do filme mostra ângulos em panoramas muito belos ao longo do filme, o que é muito bom. Por fim, a direção de James Wan foi boa e coesa.

    Sendo assim, "Aquaman" é um longa que superou minhas expectativas mostrando que a DC continua firme nos cinemas. Anseio por mais filmes desse nível vindos da DC, que vinha decepcionando nos últimos anos.


    Andreas Cesar assistiu, criticou e adorou ouvir Greta Van Fleet no bar que Aquaman frequenta!
    • Comente no site
    • Comente no Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: CRÍTICA [CINEMA] | "Aquaman", por Andreas Cesar. Rating: 5 Reviewed By: Andreas César
    Scroll to Top