Crítica Cinema,

CRÍTICA [CINEMA] | "Livrai-nos do Mal", por Marlo George.

12:48 Marlo George 0 Comments

Um ano após o sucesso de "Invocação do Mal", filme de James Wan que conta a história "real" do casal Warren, famosos demonologistas estadunidenses famosos por terem atuado em casos de possessão e ocultismos de grande repercussão como o "Caso Amityville", mais um filme baseado em fatos "reais" invade o cinema prometendo arrepiar a nuca da platéia.

"Livrai-nos do Mal". protagonizado por Eric Bana, é baseado em um caso recente de possessão demoníaca. Três ex-militares americanos, que atuaram na guerra do Iraque, sem querer, abrem um portal dimensional no Iraque e libertam uma entidade maligna. De volta aos EUA, o grupo passa a criar vários destes portais e sempre que tal magia é praticada uma tragédia acaba acontecendo.

Sarchie (Bana), é um policial que tem uma "habilidade" peculiar de prever tragédias (muito semelhante à do personagem David Dunn, de "Corpo Fechado"). Ele e seu parceiro Butler (Joel McHale) acabam se envolvendo no caso, quando Sarchie cisma (por conta de sua 'habilidade" de previsão) que precisa investigar uma tentativa de homicídio no Zoológico da cidade.


Com esta premissa inicial, o filme se desenrola em uma trama interessante e sem os clichês do gênero, até porque, "Livrai-nos do Mal" tem mais cara de filme investigativo, do que de terror, propriamente dito. Com narrativa dinâmica e um elenco experiente, o longa não cansa o expectador apesar das quase duas horas de duração.

 Édgar Ramírez, de "Domino: A Caçadora de Recompensas e "O Ultimato Bourne" co-estrela o filme no papel do Padre Mendonza, uma espécie de "Constantine" (da série de quadrinhos "Hellblazer") da vida real. O Padre fuma, toma cachaça em público e é chegado num rabo de saia. De longe, o personagem mais interessante do filme. Porém, o próprio Ralph Sarchie (que escreveu e protagoniza o livro no qual o filme é baseado) disse que o diretor Scott Derrickson utilizou-se de muita licença poética para transformar a história em uma obra de entretenimento. Segundo ele, o Padre Mendonza nada mais é que uma destas licenças de Derrickson. O Bispo McKenna, com quem o policial trabalhou em seus casos demoníacos na vida real, é muito diferente do Padre que vemos no longa.


Uma outra licença poética, meio apelativa, foi a fixação que o demônio do filme tinha com a banda The Doors. Como o filme trata de portais dimensionais, nada mais apropriado que a banda de Jim Morrison servindo de trilha sonora, mas um "capetão" tiete, foi forçar a barra. Um outro momento Rock n´Roll acontece quando Sarchie tenta voltar pra casa, após passar vários dias envolvido com o caso em que está trabalhando obsessivamente. Decidido a dar mais atenção à sua família, o policial dirige em direção ao lar, mas é impedido enquanto ouvia a canção "Can´t Find My Way Home", da banda Blind Faith. Traduzido do inglês, o título da canção é "Não Consigo Achar o Caminho de Casa". Como o nome da banda é "Fé Cega", nada poderia ser mais irônico e bem sacado.

Como a dupla de exorcistas Sarchie e McKenna trabalhou em vários casos semelhantes aos que foram compilados no roteiro de "Livrai-nos do Mal", se o filme for bem de bilheteria e no mercado de home video, pode ser que tenhamos uma sequência ou spinnoff, como aconteceu com "Invocação do Mal".

Se isso vai acontecer, só tempo dirá...


Marlo George assistiu, escreveu e acha que Joel McHale é a cara do Michel Teló...




Data de Lançamento: 18 de setembro de 2014 
Estúdio: Screen Gems, Sony Pictures
Diretor: Scott Derrickson 
Roteiro: Scott Derrickson, Paul Harris Boardman 
Elenco: Eric Bana, Edgar Ramirez, Olivia Munn, Sean Harris, Joel McHale 
Gênero: Terror, Policial

Sinopse: O policial Ralph Sarchie (Eric Bana) tem uma intuição especial, que sempre o leva a combater casos extremos e perigosos. Em uma mesma semana ele se depara com um bebê jogado no lixo e uma mãe que atira seu filho na jaula dos leões em um zoológico. Intrigado pelos acontecimentos, ele começa a investigar as pessoas responsáveis, suspeitando que alguma força sobrenatural esteja por trás das histórias. Com a ajuda de um padre especializado em demonologia (Edgar Ramírez), Sarchie descobre uma verdade assustadora, muito além do seu mundo cético e racional.

0 comentários: