Crítica Cinema

CRÍTICA [CINEMA] | "Minions", por Kal J. Moon

17:32 Kal J. Moon 0 Comments

Quem não gosta dos Minions, bom sujeito não é!
Os pequenos seres amarelos coadjuvantes do vilão Gru nas animações de longa-metragem "Meu Malvado Favorito" acabaram "roubando a cena" a ponto de estrelarem alguns curtas e finalmente um filme para chamarem de seus...

Simplicidade é o xis da questão!

Muitos se enganam quando acham que desenhos animados atuais precisam agradar a todos os públicos.

Ok, sabemos que adultos sempre levam crianças para assistirem nos cinemas às animações e também são considerados espectadores por tabela. Mas não é regra cabal e implícita satisfazer os mais velhos.

E é aí que "Minions" ganha o público! Mesmo que não seja profundo como o recente "Divertida Mente", o longa consegue, com sua simplicidade e, principalmente, com sua honestidade, encantar crianças de todas as idades mas dando uma piscadela de canto de olho pros adultos  mais antenados, com piadas sutis (algumas até um tanto ousadas) sobre a cultura pop mundial.

A trama narra a origem dos Minions, criaturas que servem os mais desprezíveis dos mestres, de T. Rex a Napoleão, mesmo evoluindo com o passar dos anos. Os personagens enfrentam uma profunda depressão quando percebem que já não há mais a quem servir e saem à procura de um novo mestre malvado na Inglaterra no ano de 1968.

Claro que arranjam muita confusão pelo caminho pois acabam encontrando a vilã Scarlet Overtkill (Sandra Bullock no original e Adriana Esteves na versão dublada em português) - reparem na primeira aparição dela, que remete a um show de uma grande cantora inglesa...


As citações são inúmeras mas as principais são pontuadas pela afiada trilha sonora, de autoria do brasileiro Heitor Pereira (também responsável pela trilha de "Team America", dentre outros), remetendo a clássicos sessentistas do cinema e TV, com referências a The Who e um certo quarteto de Liverpool (que também dão o obrigatório ar da graça durante a história).

E mesmo que a simplicidade dê o tom nesta história, o clima de "crazy comedy" deixa tudo mais divertido, como um filme estrelado por Minions deve realmente ser.

É interessante ver os Minions começarem como protagonistas e acabarem se tornando os atrapalhados coadjuvantes que tanto amamos.

Que bom! Continuem assim...



Kal J. Moon é baixinho desde criança, quando também era chamado de "amarelo"...

0 comentários: