Matt Reeves,

BATMAN | Robert Pattinson é, REALMENTE, confirmado como o novo Homem Morcego


De acordo com o site Deadline, a Warner Bros aprovou Robert Pattinson como o ator que irá interpretar o Homem Morcego na nova trilogia de filmes do Batman, que será dirigida por Matt Reeves.

Pattinson foi uma indicação do próprio diretor, que gosta muito do trabalho do ator que ficou mais conhecido pela Saga Crepúsculo, como o vampiro reluzente Edward. Um dos páreos para o papel era o ator Nicholas Hoult, que está nos cinemas de todo o país como o protagonista de Tolkien, cinebiografia do autor de O Senhor dos Anéis, e em breve reprisará seu papel como Fera, em X-Men: Fênix Negra.

A trilogia será produzida por Dylan Clark, que já trabalhou com Reeves na Saga Planeta dos Macacos.

Pattinson é uma aposta de Reeves. O ator é pouco experiente, mas participou de bons filmes, como O Retrato de Dorian Gray e estará no próximo filme do badalado diretor Christopher Nolan. Segundo Reeves, a nova trilogia irá contar os anos de formação do Cruzado Embuçado e por isso precisava de um ator que tivesse por volta dos 30 anos de idade, e não irá ter relação com nenhum outro filme da DC Comics, sejam os já lançados como os que estão por vir, como Coringa e Arlequina: Aves de Rapina.

Fonte: Deadline.

0 comentários:

Crítica Cinema,

CRÍTICA [CINEMA] | Rocketman, por Andreas César.



"Rocketman" é o primeiro filme autobiográfico de um rockstar que eu assisti depois de "Bohemian Rhapsody" (que você pode ler minha crítica clicando AQUI). Tendo dito isso, muitos paralelos serão traçados, tendo em vista que Bohemian ganhou 4 prêmios no Oscars, incluindo melhor ator (em minha opinião, injustamente). Enfim, depois de um filme bom sobre o Queen (mas não tanto como o Oscars achou), fui animado para um longa sobre um cantor que gosto, Elton John.

"Rocketman" começa mal, trazendo uma expectativa ruim à primeira vista. Apesar de a primeira cena ser interessante, ao mostrar como será narrada a narrativa, assim que Elton na infância começa-se uma cena musical que encaminhava o filme a algo semelhante a Grease, com pessoas cantando em momentos aleatórios. Talvez essa impressão tenha sido percebida por mim pelo fato de a cantoria, naquele momento, ser bastante desconexa. Enfim, o filme tem muitas cenas musicais, mas quando Elton está adulto as canções passam a fazer sentido com a trama, tornando-se belas cenas artísticas e não músicas aleatórias no longa.


Com o passar do tempo do filme, várias referências a videoclipes e músicas de Elton John são passadas e em meio a isso, acredito que mesmo para aqueles que não conhecem o cantor, cria-se uma empatia com Elton, brilhantemente interpretado por Taron Egerton (que, se Rami Malek venceu por uma atuação mediana como Freddie, deveria ao menos concorrer com esse papel ao Oscar de Melhor Ator). Além disso, a caracterização de todos os personagens estava incrível. Egerton encarna John muito bem, não está perfeito, mas sem dúvida parecido (algo que também, em minha opinião, faltou a Malek).

A química entre os atores estava excelente, e todos foram excepcionais. Jamie Bell mostrou o talento que sempre teve (lembre-se de sua incrível atuação em Billy Elliot), Richard Madden também estava bem centrado em seu papel mas, dos coadjuvantes, os que mais se sobressaem são Bryce Dallas Howard e Steven Mackintosh, os pais de Elton. Esses dois estiveram impecáveis em seus papéis, tendo sido escolhas perfeitas para eles.

O repertório de músicas é muito bom, praticamente todas as músicas importantes de John estão no filme. Imaginem a minha emoção ao ouvir "Your Song", uma de minhas músicas preferidas de todos os tempos, no filme, foi simplesmente emocionante. A inclusão de partes como a gravação do videoclipe de "Don't Go Breaking My Heart" é muito bacana e sem dúvida divertirá os fãs mais antigos de Elton.


O roteiro é bom, conduzindo bem o filme. A direção também é muito boa, tendo Dexter Fletcher feito um bom trabalho. O figurino do filme é incrível, as roupas extravagantes de Elton são muito semelhantes às originais e as roupas e figurino dos personagens secundários e figurantes são uma ótima reprodução daquelas utilizadas nos anos 70. A fotografia também é boa, proporcionando algumas cenas épicas no longa.

Assim, "Rocketman" é uma das melhores autobiografias que já vi. Ainda que o início tenha me dado uma impressão ruim, isso durou por tão pouco tempo que não me incomodou no final, e sem dúvida não altera a nota que o filme merece. Excelente.


Andreas César assistou, criticou e não consegue parar de ouvir Elton John, provavelmente isso durará ao menos uma semana...

0 comentários:

Programa Poltrona Pop,

Dany NÃO MORREU e vai VOLTAR!!! | Poltrona POP S07E05

0 comentários:

Cartazes,

GODZILLA II | Cartaz e banners irados são revelados

Godzilla II: Rei dos Monstros, sequência do sucesso de 2014, ganhou cartaz e muitos banners incríveis, que você pode conferir abaixo:










Dirigido e co-escrito por Michael Dougherty, traz no elenco Millie Bobby Brown, Lexi Rabe, Charles Dance, entre outros.

Entra em cartaz em 30 de maio de 2019. E ano que vem teremos o terceiro filme da saga, Godzilla vs. Kong.

Fonte: IMDb.

0 comentários:

Cartazes,

GOT: THE LAST WATCH | Veja o cartaz do documentário sobre os bastidores de "Game of Thrones"

No próximo domingo, dia 26, entra na grade da HBO o documentário Game of Thrones: The Last Watch, que cobre os bastidores da produção da oitava temporada, última e (segundo a sinopse) mais complicada de todas.

Vale lembrar que amanha (19) é o dia fatal, quando o último episódio será exibido, encerrando a mais ambiciosa e empolgante série de TV de todos os tempos. Dirigido por Jeanie Finlay, traz o elenco e membros da produção, com imagens inéditas de bastidores e depoimentos finais sobre a série.

Confira abaixo o cartaz internacional:


Fonte: IMDb.

0 comentários:

Arnold Schwarzenegger

ARNOLD SCHWARZENEGGER | Astro é atacado na Africa do Sul


O astro dos filmes de ação, Arnold Schwarzenegger, foi atacado hoje (18), por um homem aparentemente louco, durante uma aparição na Africa do Sul, durante um evento. O ator, que tem 71 anos de idade, afirmou pelas redes sociais que não sofreu nenhuma lesão.

Assista ao vídeo do ataque:



No Twitter, Arnold disse ainda que não há motivo para preocupações com sua saúde e que o "idiota", felizmente, não atrapalhou seu vídeo para o Snapchat.

Fonte: Deadline.

0 comentários:

Claire Danes,

UMA CRIANÇA COMO JAKE | Jim Parsons troca Sheldon Cooper por jovem pai dedicado em novo filme

0 comentários:

Crepúsculo In Concert,

SAGA CREPÚSCULO | Filme será exibido com orquestra ao vivo


Como anunciado pela produtora Lionsgate, o bestseller baseado no romance Crepúsculo, de Stephenie Meyer, chega ao Brasil no formato In Concert, combinando o primeiro filme da saga com uma mega orquestra ao vivo.

Crepúsculo In Concert, será apresentado pela primeira vez no mundo em solos brasileiros, começando por Porto Alegre, dia 23 de agosto no Auditório Araújo Viana, passando pelo Rio de Janeiro, dia 25 de agosto no RioCentro e encerrando a passagem pelo Brasil em 1 de setembro no Espaço das Américas, em São Paulo.

O fenômeno mundial que conquistou milhões de fãs com os personagens Bella (Kristen Stewart) e Edward (Robert Pattinson), será projetado em uma tela gigante de alta definição, onde a trilha sonora do filme será realizada pela Orquestra Sinfônica Villa Lobos de São Paulo, sob a regência do renomado maestro Thiago Tiberio, diretamente de Nova York para estes espetáculos.

A série vendeu mais de 160 milhões de cópias em todo o mundo e foi traduzida para mais de 37 idiomas. A adaptação cinematográfica foi a primeira da franquia de enorme sucesso da Summit Entertainment que arrecadou mais de US $ 3,3 bilhões nas bilheterias mundiais.

O filme foi escrito para a tela por Melissa Rosenberg e dirigido por Catherine Hardwicke.
Crepúsculo In Concert é um grande show onde os fãs terão a experiência única de assistir ao filme blockbuster, com a trilha sonora composta por Carter Burwell, tocada ao vivo.

Realização: Mundo Entertainment - www.mundo.vc
Summit Entertainment, LLC ®, TM e © 2019. Todos os direitos reservados

Serviços:

Porto Alegre - RS

Data: 23/Agosto
Local: Auditório Araújo Viana - Parque Farroupilha, 685 - Farroupilha
Abertura da casa 19H
Horário do evento: 21H

Distribuição e valores:
* Plateia Alta Lateral
R$ 70,00 (Meia-Entrada)
R$ 140,00 (Inteira)

* Plateia Gold
R$ 100,00 (Meia-Entrada)
R$ 200,00 (Inteira)

* Plateia Baixa Lateral
R$ 110,00 (Meia-Entrada)
R$ 220,00 (Inteira)

* Plateia Alta Central
R$ 130,00 (Meia-Entrada)
R$ 260,00 (Inteira)

* Plateia Baixa Central
R$ 150,00 (Meia-Entrada)
R$ 300,00 (Inteira)


Rio de Janeiro - RJ

Data: 25/Agosto
Local: Anfiteatro do RioCentro (Cinco) - Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca
Abertura da casa 18H
Horário do evento: 19:30H

Distribuição e valores:
* Plateia Alta Central
R$ 150,00 (Meia-Entrada)
R$ 300,00 (Inteira)

* Plateia Alta Corner
R$ 70,00 (Meia-Entrada)
R$ 140,00 (Inteira)

* Plateia Alta Lateral
R$ 100,00 (Meia-Entrada)
R$ 200,00 (Inteira)

* Espaço PNE
R$ 50,00 (Meia-Entrada)
R$ 100,00 (Inteira)

São Paulo - SP

Data: 01/Setembro
Local: Espaço das Américas - Rua Tagipuru, 795 - Barra Funda
Abertura da casa 18:30H
Horário do evento: 20:00H

Haverá plataformas a partir da fileira A, para suspender o piso dos assentos para que toda a plateia tenha uma excelente visão.
Distribuição e valores:

* Setor Azul Premium
R$ 175,00 (Meia entrada)
R$ 350,00 (Inteira)

* Setor Azul
R$ 140,00 (Meia entrada)
R$ 280,00 (Inteira)

* Setores: A, B, C, D
R$ 110,00 (Meia entrada)
R$ 220,00 (Inteira)

* Setores: E, F, G, H
R$ 80,00 (Meia entrada)
R$ 160,00 (Inteira)

* Setores: I, J, K, L
R$ 50,00 (Meia entrada)
R$ 100,00 (Inteira)

Informações e vendas: www.mundo.vc

0 comentários:

Flavia Pavanelli,

TEATRO | Flavia Pavanelli se apresenta no Rio de Janeiro em “O Jardim dos Sonhadores”

Peça com Flavia Pavanelli é nossa dica de teatro da semana


A atriz e influenciadora Flavia Pavanelli fará apresentação única no Rio de Janeiro no dia 19 de maio (domingo), com a peça “O Jardim dos Sonhadores”, na qual atua como uma das protagonistas. Escrita por Luccas Papp e direção de Alan Moraes, que dirigiu e coreografou espetáculos como o famoso “Barney e seus amigos” e “Moranguinho e sua turma.

“O Jardim dos Sonhadores” conta a vida de um escritor consagrado que, sem ideias do que escrever para seu próximo romance, se vê encantado ao conhecer uma jovem misteriosa. A narrativa trará encontros desse casal ao longo das estações do ano. Flavia interpreta Olivia, que lida com a doença degenerativa de seu pai. Flavia tem se destacado também com sua personagem, Brenda, na novela “As Aventuras de Poliana”.



SERVIÇO:

Local: Teatro Fashion Mall – Estrada da Gávea , 899, loja 213– Rio de Janeiro- RJ
Data: 19 de maio de 2019
Ingresso: 70,00
Vendas online: https://compre.ingressorapido.com.br/event/60626-2/d/61572/s/322846
Horário: 17h

Fonte: O Jardim dos Sonhadores (Via Whatsapp)

0 comentários:

A Espiã Vermelha,

CRÍTICA [CINEMA] | A Espiã Vermelha, por Marlo George


Primeiro filme do diretor Trevor Nunn para o cinema — ele é mais conhecido como realizador de telefilmes — A Espiã Vermelha não é uma cinebiografia e sim um filme baseado na história real da espiã Melita Norwood, inglesa que repassou informações secretas do programa atômico o Reino Unido para o governo russo. Conhecida como "A Vovó Espiã", Norwood passou mais de cinquenta anos sem ser identificada e indiciada pela espionagem praticada nas décadas de 40 e 50, até que foi descoberta em 1992. O Ministério da Defesa britânico decidiu não processá-la por conta de sua idade avançada. Ela faleceu em 2005, aos 93 anos de idade.

Porém, o longa de Nunn traz uma versão romanceada da saga de Norwood, em um roteiro original escrito por Lindsay Shapero, outro conhecido roteirista de telefilmes, em sua maioria séries do gênero documentário. Shapero conta, em A Espiã Vermelha, conta a história de Joan Stanley, interpretada por Judi Dench (em destaque no topo da crítica) e Sophie Cookson, em suas fases idosa e jovem, respectivamente, desde sua sedução e abraço à causa do comunismo soviético, até seu indiciamento por espionagem. Foi com coragem que a jovem Stanley, estudante de física, infiltra-se nos quadros de pesquisadores do projeto atômico, para repassar as informações de que lançava mão para seu amante, o militante Leo Galich (Tom Hughes, de Questão de Tempo) que as repassava para as lideranças do movimento ligado à KGB durante os anos 40. Não só astúcia e coragem foram as armas utilizadas por Joan Stanley, mas também sua beleza. Em nome de sua causa, Joan, ou Red Joan (Joan Vermelha, como foi apelidada no filme, por causa de suas convicções comunistas) lançou mão de seu sex-appeal para concluir sua missão, obtendo êxito em manter seu disfarce e manter-se intocada até que foi descoberta em maio de 2000.

Apesar de todo o potencial da trama, o filme que assisti é morno, sem sal e chato demais. Judi Dench aparece logo no início do filme, sendo interrogada e dali, daquela sala fria de inquirição, sua personagem começa a fazer reminiscências sobre seus atos, sua missão e seus amores. A atriz demonstra muito pouco do talento que tem, tendo sido, de certa forma, sub-aproveitada. Culpa da direção atrapalhada direção de Trevor Nunn.


Sophie Cookson (acima), que eu conheci em Kingsman: Serviço Secreto (2014), como a aspirante à agente Roxy, atua como a jovem Red Joan, mas sua atuação é prejudicada pelo roteiro ruim e pela péssima escalação do elenco coadjuvante, especialmente Tom Hughes, com quem compartilha várias cenas ao longo do filme.

A direção de fotografia, de Zac Nicholson, é burocrática e traz poucos planos interessantes.

A trilha sonora foi composta por George Fenton, experimentado maestro que já criou trilhas para filmes toscos como Caçador de Recompensas (2010) e ótimos como Feitiço do Tempo (1993). Seu trabalho para A Espiã Vermelha é criativo e belamente executado. Cria tensão nos momentos em que isso é requerido e emociona mais do que o que está sendo projetado em tela.

No conjunto, A Espiã Vermelha é um filme mediano, com trama previsível, uma vez que as sinopses e o próprio início do longa já entregam o desfecho, e que possivelmente não faz jus à "cinebiografada". A estreia de Nunn na direção, em filmes de cinema, deixou a desejar.



Marlo George assistiu, escreveu e jamais teria uma caneca do Che. Prefiro do Chewie.

0 comentários:

Bill Nighy,

CRÍTICA [CINEMA] | "Pokémon: Detetive Pikachu", por Andreas Cesar.


Toda vez que eu vou assistir um filme baseado em animes ou jogos, no caso de "Pokémon: Detetive Pikachu" temos os dois casos em um, eu sinto que ele será ruim. Esse tipo de filme sempre perde a essência de suas obras originais, dando um sentimento de vazio a quem é fã. Ainda mais quando passam-se anos desde que a pessoa apresenta contato com a obra, como no meu caso, que gostava de Pokémon na infância, mas faz tempo que não jogo nem assisto nada da franquia.

"Detetive Pikachu" inicia bem, a sequência de eventos que ocorrem no início do filme indicam uma história de suspense interessante em que você espera para saber quais serão os resultados. Contudo, assim que o protagonista, Tim Goodman, é apresentado, o filme perde toda a expectativa que havia sido criado. Ainda que ele tenha sido o protagonista do jogo "Detetive Pikachu", para o Nintendo 3DS, eu não consegui sentir empatia pelo personagem em momento algum, não apenas por não conhecê-lo, mas também porque seu ator, Justice Smith, não apresenta nenhum carisma. Zero.

Conforme o filme continua, ele apenas declina. Ainda que os Pokémons estejam interessantes (exceto poucas exceções, como o Snorlax) visualmente, suas aparições fora de contexto são sem graça, fazendo você apenas reconhecê-los sem sentir apreço a eles. Para ver um Machamp em 3D bastava eu ligar o 3DS e minha expectativa seria cumprida. Além disso, ao se retirar toda a inocência e fofura de um Pikachu, quebra-se toda a magia e encanto do Pokémon principal de toda a franquia. Torná-lo desinteressante é o maior problema de todo o longa nesse aspecto, e decepciona o fato de Ryan Reynolds ter se prestado a esse papel depois de ascender na carreira.



Mas o que torna o filme verdadeiramente ruim é o fato de ele não ter um bom roteiro. A incrível quantidade de clichês aliada a uma trama que um escritor em início de carreira conseguiria fazer tornam o filme extremamente desinteressante. Eu e 2 amigos que assistiram comigo quase dormimos em algumas partes e, creio eu, se estivéssemos em casa, dormiríamos e só acordaríamos no dia seguinte.

O romance forçado entre Tim e Lucy Stevens é piegas, as piadas feitas em torno dele são ruins (assim como praticamente todas do filme) e o desfecho é simplesmente ridículo, por consagrar um dos maiores clichês do filme. Nem Bill Nighy, um dos meus atores preferidos, e Ken Watanabe, outro veterano de força, conseguem estar bem em seus papéis, desenvolvendo personagens extremamente rasos.

Ao menos os efeitos especiais do filme são bons, não deixando a desejar nesse aspecto. O character design dos personagens também foi bem feito, não deixando aquele ar de ridículo que foi, por exemplo, apresentado pelo Sonic no primeiro trailer de seu futuro filme. Os efeitos sonoros tem igual qualidade, tendo, sobretudo, uma boa mixagem de som. 

Por fim, poucos aspectos de "Pokémon: Detetive Pikachu" são bons, tornando-o um filme chato e que não merece, sem dúvida, ser assistido. A quantidade enorme de clichês unida a um roteiro juvenil tornam ele um dos piores filmes do ano, e, quem sabe, de minha vida. 


Andreas César assistiu, criticou e recomenda que assistam novamente "Vingadores: Ultimato"...

0 comentários:

CCXP,

GAME XP 2019 | Mano Brown será uma das atrações do Palco Gênesis


A organização da Game XP revelou nesta terça-feira o último nome do line-up do Palco Gênesis. O lendário Mano Brown se apresentará com a Banda Boogie Naipe no primeiro GamePark do mundo.  A venda do primeiro lote de ingressos da Game XP 2019 começa hoje, às 20h, no site www.ingressos.gamexp.com.br. O maior evento gamer da América Latina será realizado nos dias 25, 26, 27 e 28 de julho, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca. O primeiro lote é promocional e os valores são válidos até o dia 1º de junho. Os valores partem de R$87,50 a meia-entrada (R$175, inteira) por dia.

Segue abaixo o Line-Up do Palco Gênesis:

Quinta-feira

Anavitória, Cat Dealers e Nova Orquestra

Sexta-feita

IZA, Dubdogz e Nova Orquestra

Sábado

Projota, Zeeba feat. DJ Rivkah eNova Orquestra

Domingo

KVSH, Mano Brown feat. Banda Boogie Naipe e Nova Orquestra

Lotes e tipos de ingressos

Serão três lotes até o evento. Os ingressos comuns custam R$175 (meia por R$87,50) por dia. O segundo lote vai de 02 até 30 de junho e o ingresso custará R$210. No terceiro lote, que vai do dia 1º até 24 de julho, o valor será R$250 por dia. Existe também a possibilidade de comprar o Ingresso Family, que dá direito a um par de entradas e uma meia-entrada que pode ser utilizado por qualquer pessoa que tenha direito ao benefício. Esta modalidade custa R$350 no primeiro lote, R$420 no segundo e R$500 no terceiro lote por dia. Agora, quem quiser ter uma experiência exclusiva pode adquirir o “Player One” que, por R$400 por dia,  em lote único, garante acesso ao Lounge PlayerOne, transporte Primeira Classe (ida e volta),  transfer saindo de diversos pontos do Rio de Janeiro, Fastpass em 3 atrações e um Kit composto por um pin, credencial especial, cordão, pôster oficial da GAME XP e mais 15% de desconto na loja oficial no GamePark.

Sobre Mano Brown

Nascido em São Paulo, em 1970, Mano Brown (Pedro Paulo Soares Pereira) se tornou nacionalmente conhecido após formar, no final dos anos 1980, o grupo Racionais MC´s, considerado o maior representante do RAP brasileiro, com Ice Blue, Edi Rock e o DJ KL Jay. Com o grupo, gravou oito álbuns, entre eles os memoráveis “Sobrevivendo no Inferno” (1997) e “Nada como um Dia Após o Outro Dia” (2002), que apresentou músicas como “Diário de Um Detento”, "Vida Loka I", "Vida Loka II" e "Negro Drama". Em 2016, lançou seu primeiro disco solo denominado “Boogie Naipe”.

Sobre a Game XP 

A Game XP aconteceu pela primeira vez no Rock in Rio 2017 e se consagrou como o maior evento gamer da América Latina. Em 2018, a Game XP passou a acontecer de forma independente e também se transformou no primeiro GamePark do mundo. Com sold out em três, dos quatro dias, o evento ocupou as três arenas olímpicas da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que se transformaram na Oi Game Arena, na GamePlay Arena e na Inova Arena. Em 2019, a Game XP acontece de 25 a 28 de julho, com uma área 60% maior e o dobro de atrações. Saiba mais em www.gamexp.com.br

SERVIÇO 

Game XP 2019

Data: 25,26, 27 e 28 de julho

Hora: 10h às 21h

Ingressos: ingressos.gamexp.com.br

Single – cada dia: 1º lote - R$175,00 (inteira) e R$ 87,50 (meia)

Ingresso Família – cada dia (duas inteiras + uma meia): 1º lote - R$350,00

Player One – cada dia: Lote único - R$400,00

Local: Parque Olímpico do Rio de Janeiro - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Press-release: Game XP

0 comentários:

Arrow,

ARROWVERSE | Temporadas de Arrow, The Flash e Supergirl chegam ao final na Warner Channel


Sucessos do Universo DC já foram renovados para a temporada 2019-2020, que será a última de "Arrow"
---
Com o fim de maio, terminam na Warner Channel as atuais temporadas das três séries que fazem parte do Arrowverso, do Universo DC. O último episódio da sétima e já anunciada penúltima temporada de Arrow vai ao ar domingo, 26 de maio, às 22h50, seguido pelo último episódio de The Flash 5. Na semana seguinte, no domingo, 2 de junho, às 23h20, Supergirl 4 encerra sua temporada.

No Arrowverso, sucesso do Universo DC, um raio humano extremamente veloz e com superpoderes incríveis, um justiceiro de arco-e-flecha e uma jovem e doce garota de aço enfrentam quem for preciso para salvar o planeta Terra. Eles são The Flash, Arrow e Supergirl.

Seguindo as altas expectativas dos fãs desse universo, as três séries já foram oficialmente renovadas para a temporada 2019-2020, que será a última de "Arrow", após oito anos no ar.

Na quinta temporada de The Flash, a aparição surpresa de Nora, filha de Barry e Iris no futuro, trouxe novas ameaças, revelações e missões de vida ou morte ao super-herói e sua esposa. O homem mais rápido do mundo também explorou as consequências de uma viagem inesperada no tempo. O elenco inclui Grant Gustin (Barry Allen / Flash), Candice Patton (Iris West), Danielle Panabaker (Caitlin Snow), Carlos Valdés (Cisco Ramon), Jesse L. Martin (Joe West), Tom Cavanagh (Harry Wells), Danielle Nicolet (Cecile Horton) e Hartley Sawyer (Ralph Dibny).

Por sua vez, em sua quarta temporada, a jovem heroína Supergirl enfrentou novos vilões e elucidou o motivo de seu pouso na fria Sibéria. Ele também teve que lidar com as traições de Lex e Lena Luther, e a sombra de seu primo Superman. Os protagonistas da série são Melissa Benoist (Kara Danvers / Supergirl), Mehcad Brooks (James Olsen), Chyler Leigh (Alex Danvers), David Harewood (J'onn J'onzz), Katie McGrath (Lena Luthor) e Jon Cryer (Lex Luthor).

No final de Supergirl, Oliver Queen (Arrow) tomará as rédeas da situação e tentará, como sempre, renascer da escuridão e transformar o aprendizado em boas ações para a integridade de Starling City e de seus amigos e familiares. O super-herói mascarado agora se vê frente a frente com muitos criminosos na prisão, vivendo as dificuldades do local e aguardando pelo dia de voltar à ação em seu traje de vigilante. Stephen Amell (Oliver Queen / Green Arrow), Emily Bett Rickards (Felicity Smoak), David Ramsey (John Diggle), Katie Cassidy (Laurel Lance), Echo Kellum (Curtis Holt), Rick González (René Ramírez) e Juliana Harkavy (Dinah Drake) estão entre as estrelas do elenco.

Quanto maior a ameaça, de mais coragem eles precisarão! É hora de arriscar tudo, nos finais das temporadas das grandes séries da Warner e do universo DC.

*Horário de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

Press-release: Warner Channel.

0 comentários:

CCXP,

GAME XP 2019 | Venda oficial começa HOJE às 20h



Valores do primeiro lote partem de R$87,50 a meia-entrada por dia


A espera acabou! A venda do primeiro lote de ingressos da Game XP 2019 começa às 20h, desta terça-feira, 07 de maio. Quem não quiser ficar de fora do maior evento gamer da América Latina e primeiro GamePark do mundo, que será realizado nos dias 25, 26, 27 e 28 de julho, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, precisa acessar o site www.ingressos.gamexp.com.br e garantir sua entrada. O primeiro lote é promocional e os valores são válidos até o dia 1º de junho. Os valores partem de R$87,50 a meia-entrada (R$175, inteira) por dia.

Lotes e tipos de ingressos

Serão três lotes até o evento. Os ingressos comuns custam R$175 (meia por R$87,50) por dia. O segundo lote vai de 02 até 30 de junho e o ingresso custará R$210. No terceiro lote, que vai do dia 1º até 24 de julho, o valor será R$250 por dia. Existe também a possibilidade de comprar o Ingresso Family, que dá direito a um par de entradas e uma meia-entrada que pode ser utilizado por qualquer pessoa que tenha direito ao benefício. Esta modalidade custa R$350 no primeiro lote, R$420 no segundo e R$500 no terceiro lote por dia. Agora, quem quiser ter uma experiência exclusiva pode adquirir o “Player One” que, por R$400 por dia,  em lote único, garante acesso ao Lounge PlayerOne, transporte Primeira Classe (ida e volta),  transfer saindo de diversos pontos do Rio de Janeiro, Fastpass em 3 atrações e um Kit composto por um pin, credencial especial, cordão, pôster oficial da GAME XP e mais 15% de desconto na loja oficial no GamePark.

Sobre a Game XP 

A Game XP aconteceu pela primeira vez no Rock in Rio 2017 e se consagrou como o maior evento gamer da América Latina. Em 2018, a Game XP passou a acontecer de forma independente e também se transformou no primeiro GamePark do mundo. Com sold out em três, dos quatro dias, o evento ocupou as três arenas olímpicas da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que se transformaram na Oi Game Arena, na Expo Play e na Inova Arena. Em 2019, a Game XP acontece de 25 a 28 de julho, com uma área 60% maior e o dobro de atrações. Saiba mais em www.gamexp.com.br.    

SERVIÇO 

Game XP 2019

Data: 25, 26, 27 e 28 de julho

Hora: 10h às 21h

Ingressos: ingressos.gamexp.com.br 

Single – cada dia: 1º lote - R$175,00 (inteira) e R$ 87,50 (meia)

Ingresso Família – cada dia (duas inteiras + uma meia): 1º lote - R$350,00

Player One – cada dia: lote único - R$400,00

Local: Parque Olímpico do Rio de Janeiro - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Fonte: Game XP (via press-release)

0 comentários:

Julia Konrad,

KARDEC | Julia Konrad viverá médium Ruth-Celine no cinema


A atriz Julia Konrad, que vive a tímida Raimunda em O Sétimo Guardião, se prepara para estrear nas telonas. No cinema, viverá a médium Ruth-Celine no longa Kardec, que estreia 16 de maio em todos os cinemas do país.

O filme, do consagrado diretor Wagner de Assis, mostrará a trajetória do principal divulgador da Doutrina Espírita pelo mundo. Além disso, a atriz, que canta em espanhol e ainda toca piano, está preparando seu primeiro projeto musical. Recentemente gravou algumas canções em parceria com Barro, um renomado artista de Recife, onde Julia nasceu. Fora isso, Julia está gravando a 4ª temporada de Um Contra Todos, série de Breno Silveira, na FOX, que aborda a questão do tráfico de drogas. Na trama, a atriz interpreta uma guerrilheira que fala espanhol e é filha de um dos maiores narcotraficantes da Bolívia, o Pepe.

Julia Konrad como Ruth-Celine, de Kardec


Crédito das fotos: Dan Behr

0 comentários:

André Dahmer,

SIQ 2019 | Conheça os convidados do evento de quadrinhos no RJ

De 07 a 10/05, a edição 2019 do evento SIQ - Semana Internacional de Quadrinhos trará diversos artistas ligados à nona arte para o público carioca. Com destaque para Gustavo Borges - que lançou recentemente a Graphic MSP "Cebolinha - Recuperação" - e os autores do mega-projeto "Com Machado nas Mãos" (saiba mais aqui) - que adaptará diversos textos de Machado de Assis para os quadrinhos -, além de nomes dos quadrinhos e do humor gráfico como Jaguar, Miguel Paiva,  André Dahmer, Aroeira, Rosana Urbes, Rapha Pinheiro, Victor Moura, dentre outros.

>>> Clique AQUI para conferir a programação completa!


Nascida como um evento internacional de quadrinhos em 2016, a SIQ é hoje um verdadeiro encontro interdisciplinar de cultura pop aproximando mercado e academia ao promover no ambiente universitário palestras, oficinas, mesas redondas, exposições sobre quadrinhos, animação, cinema e literatura.

SERVIÇO
  • SIQ - Semana Internacional de Quadrinhos
  • 07 a 09/05 | ECO UFRJ - Campus da Praia Vermelha / Av. Pasteur, 250 - Urca / RJ
  • 10/05 | UVA - Campus Tijuca / R. Ibituruna, 108 - Maracanã / RJ

Fonte: SIQ 2019 (via site oficial)

0 comentários:

Bette Midler,

D23 | Anunciados os induzidos ao Disney Legends, o Hall da Fama da Disney


Tradicionalmente, em toda D23 Expo nós somos apresentados à celebridades que ingressam no hall da fama do universo Disney, a Disney Legends, onde são reverenciados os profissionais que colaboraram e fizeram história na Disney.

Este ano os induzidos ao Disney Legends Awards são: Wing Chao, Robert Downey Jr., Jon Favreau, Christina Aguilera, James Earl Jones, Bette Midler, Kenny Ortega, Barnette Ricci, Robin Roberts, Diane Sawyer, Ming-Na Wen, e Hans Zimmer — que serão homenageados por sua contribuição ao legado Disney.

A D23 Expo 2019 acontece entre 23 e 25 de agosto, no centro de convenções de Anahem, Califórnia.

Fonte: D23.

0 comentários:

Obituário,

OBITUÁRIO | Morre Peter Mayhew, o eterno Chewbacca de Star Wars

O ator que deu vida ao co-piloto da Millenium Falcon, clássica nave do universo Star Wars, Chewbacca, Peter Mayhew (foto), faleceu em 30/04/2019, aos 74 anos. Mayhew morreu de causas naturais em sua casa, no Texas. Ele deixa esposa e três filhos.

O ator iniciou sua carreira em Star Wars - Episódio IV: Uma Nova Esperança, de 1977 e passou por várias outras produções do Universo de George Lucas, tendo feito sua última aparição em Star Wars: O Despertar da Força, de 2015. O último filme de que participou, fora da Saga, foi "Killer Ink", do diretor Lewis Leslie, em 2016. Além de vestir a "pele" de Chewbacca, Mayhew também dava voz ao wookie.

Após se aposentar do papel de Chewbacca, Mayhew serviu como consultor de seu substituto, Joonas Suotamo, em Star Wars: Os Últimos Jedi. Uma de suas últimas criações foi a Peter Mayhew Foundation, uma fundação sem fins lucrativos dedicada ao tratamento de pessoas que passaram por traumas na vida, aliviando sua dor e sofrimento.

Descanse em Paz.

Fonte: CNN (via site oficial)

0 comentários:

Bi Gan,

LONGA JORNADA NOITE ADENTRO | Filme chinês ganha cartaz, trailer e data de estreia

O filme "Longa Jornada Noite Adentro" - do conceituado diretor chinês Bi Gan - estreia em 09/05/2019 nos cinemas brasileiros. Na trama, Luo Hongwu retorna a Kaili, cidade natal de onde havia fugido há vários anos. Começa, então, sua busca pela mulher amada e nunca esquecida. Ela disse que se chamava Wan Quiwen...

>>> Clique AQUI para assistir o trailer!
Cartaz oficial (Divulgação)
Em recente entrevista - concedida a Wang Muyan - o diretor conta um pouco sobre as inspirações que o levou à realização deste filme. Confira:

Wang Muyan: O título chinês do filme, Last Evenings On Earth, é tirado de um conto de Roberto Bolaño e o título internacional é inspirado em uma peça de Eugene O’Neill. As únicas semelhanças entre eles são os temas da noite e da jornada?
Bi Gan: (Risos) Para mim, escolher títulos e nomes de personagens é sempre um pouco desafiador. Neste caso, todos os nomes dos personagens do filme são nomes reais de cantores populares. Escolhi nomes que gosto e que combinavam com o espírito do filme. Assim como os títulos dessas duas obras de literatura.

WM: Depois de Kaili Blues, como você abordou este novo projeto?
BG: Em primeiro lugar, do ponto de vista técnico, não estou satisfeito com Kaili Blues. Lamento não ter conseguido fazer certas coisas porque tínhamos um orçamento limitado. Com este novo filme, tentei realizar meus sonhos e conhecer mais sobre a indústria cinematográfica. Além disso, sempre fui fascinado pelas pinturas de Chagall e pelos romances de Modiano. Queria fazer um filme que se aproximasse de suas obras, pelas emoções e sensações que evocam.

WM: Trata-se, então, da mágica de Chagall combinada às questões de Modiano sobre as memórias?
BG: O filme todo o filme brinca com memórias, a magia das memórias.

WM: Estilisticamente, Long Day's Journey Into Night é uma reminiscência de um filme de gênero. Foi essa sua primeira motivação para realizá-lo?
BG: Nunca fiz cursos de roteiro, então desenvolvi meus próprios hábitos de escrita. Para começar, no que diz respeito ao roteiro, 'Kaili Blues' é um road movie. Após escrever o primeiro rascunho, comecei a destruí-lo por dentro, pouco a pouco. Isso criou uma forma que me agradou. Originalmente, 'Long Day's Journey Into Night' era um filme noir, próximo de 'Double Indemnity', de Billy Wilder. A partir desse meu processo de "destruição" de cena após cena, o filme finalmente assumiu o estilo que tem hoje.

WM: Para mim, a primeira parte aborda questões relativas ao tempo e a memória em diferentes cronologias. Já a segunda, trata da noção de espaço, que é enfatizada por um único plano sequência e pelo uso do 3D.
BG: É um filme sobre memória. Depois da primeira parte (em 2D), queria que o filme assumisse uma textura diferente. Na verdade, para mim, o 3D é apenas uma textura, tal qual um espelho que transforma nossas memórias em sensações táteis. É somente uma representação tridimensional do espaço; mas acredito que essa sensação tridimensional remete às nossas lembranças do passado. De qualquer maneira, as imagens em 3D são bem mais falsas do que as imagens em 2D, mas se assemelham bem mais às nossas memórias.

WM: "Dangmai" é uma cidade, um mundo real que você criou em seus filmes.
BG: Inicialmente, 'Dangmai' era um lugar imaginário. Ao longo da minha obra, tornou-se uma encruzilhada de diferentes linhas de tempo. Neste filme, é o pano de fundo das memórias, um lugar semelhante a um sonho que realmente existe.

WM: O filme evoca um sonho e, ao mesmo tempo, parece conectado ao nascimento do cinema. Tem ainda uma atmosfera bastante úmida, que, de alguma forma, remete a Wong Kar-Wai. Isso está ligado ao clima de sua cidade natal, Kaili, onde você gosta particularmente de filmar?
BG: Sou um grande fã de Days of Being Wild e talvez seja inconscientemente influenciado pelo trabalho de Wong Kar-Wai, que tem um grande significado para a geração mais jovem de cineastas chineses. Kaili está localizada numa área subtropical, então chove sempre, especialmente durante o verão.

WM: Tenho a sensação de que, para você, o cinema é, antes de tudo, uma forma de criar atmosferas e sentimentos. Não se trata simplesmente de contar uma história, pelo menos, isso não é o mais importante.
BG: Com certeza. Sempre tento capturar a atmosfera dos locais onde filmo para retratar sua autenticidade. Para fazê-lo, quase sempre mudo as cenas quando entro no set, antes de começar a filmar. Os atores acabam se acostumando e se inspirando nessa estratégia. Quando todos no cenário buscam esse tipo de autenticidade, fico realmente fascinado. O enredo em si é sempre bem comum. Este filme é simplesmente sobre um homem que sai à procura de uma mulher. Meu desejo era capturar as emoções. Evitei filmar cenas demasiadamente explicativas. Sabia que elas redundariam apenas em um filme puramente narrativo.

WM: Porém, você não acha que "um filme deve ser fácil de entender”? (risos)
BG: Sempre me disseram que meus filmes são difíceis de entender. Mas isso é errado, você precisa senti-los! Se não gravo as cenas explicativas usuais, é porque elas me deixam com preguiça. Tendemos a dizer para nós mesmos: 'Já que eu tenho um fio de enredo, tudo o que preciso fazer é segui-lo — é fácil'. Mas sem essas cenas narrativas, ainda se pode entender o enredo. Além disso, ele nos oferece boas surpresas.

WM: Como foi a filmagem?
BG: Parei as filmagens no primeiro dia (risos). Não estava feliz com o design de produção. Isso durou certo tempo, houve muita pressão e eu estava realmente tenso. Em seguida, parei novamente a filmagem duas ou três vezes, sempre por causa do design da produção... ou porque não estava em condições de gravar. Finalmente concluímos o filme alguns dias antes do Ano Novo chinês de 2018 (meados de fevereiro).

WM: Parece que você precisa se reinventar o tempo todo para reavaliar o processo de  criação, gravação e até da edição. Trata-se de um processo desafiador?
BG: A gravação é sempre muito difícil para mim. Preciso me sentir em risco, quase como se tivesse que escapar da morte para poder continuar criando. Costumo dizer a mim mesmo que a obra é péssima, mas no dia seguinte surge uma nova ideia e tudo se ilumina dando vida nova ao filme. Acho que, para os criadores é necessário se questionar para sair da zona de conforto, mesmo que isso signifique "destruir" a si mesmo. Estou convencido de que muitos grandes cineastas são assim; embora, obviamente, não me considere um deles. Isso é algo que já experimentei no 'Kaili Blues'. Seja com um orçamento grande ou pequeno orçamento, não posso me contentar em fazer um filme, apenas porque tenho um roteiro. Isso não é suficiente para mim, não é inspirador o suficiente.

WM: Trata-se de um romance, de um filme noir ou de um filme de ficção científica?
BG: Acho que ele desafia a categorização. Minha maior esperança é que seja um filme diferente de qualquer outro. Mas, também pode ser todos os três juntos, não é?

Fonte: Zeta Filmes (via press-release)

0 comentários:

A Sombra do Pai,

A SOMBRA DO PAI | Filme brasileiro tem sessão especial e debate no RJ

A Sombra do Pai” - escrito e dirigido por Gabriela Amaral Almeida (de 'O Animal Cordial') - terá sessão especial seguida de debate, em 02/05/2019 (quinta-feira), às 19h30, no Estação NET Rio (localizado na Rua Voluntários da Pátria, 35 - Botafogo/RJ). Participarão do bate-papo a cineasta, o ator Julio Machado - protagonista do filme - e o produtor Rodrigo Sarti. Os ingressos estão à venda na bilheteria do cinema ou pelo site oficial de vendas do evento.

Gabriela Amaral Almeida
trabalha neste roteiro - que seria seu primeiro filme - há anos. “‘A Sombra do Pai’ caminhou lado a lado às minhas descobertas como artista. Acompanhou meus curtas e os roteiros que escrevi para outros diretores. É um texto que reflete este caminho, de forma intuitiva, e que está muito próximo de minha autodescoberta como escritora e diretora. É um filme especial e bastante íntimo”, explica a cineasta. 

Protagonizado por Julio Machado e Nina Medeiros, “A Sombra do Pai” conta a história de Dalva, uma menina de nove anos às voltas com o silêncio do pai, o pedreiro Jorge (Machado), que fica mais triste após perder o melhor amigo em um acidente. A irmã de Jorge, Cristina (Luciana Paes), administrava a vida de pai e filha desde a morte da mãe da menina, há três anos. Quando Cristina deixa a casa do irmão para se casar, Jorge e Dalva precisam enfrentar a distância que os separa. 

Fã de filmes de terror, Dalva acredita ter poderes sobrenaturais e ser capaz de trazer a mãe de volta à vida. À medida que Jorge se torna cada vez mais ausente – e eventualmente perigoso –, resta a Dalva a esperança de que sim, sua mãe há de voltar. 

A diretora comenta a representatividade do personagem de Machado: “O personagem Jorge é o lixo tóxico de um sociedade hiper-capitalista e cruel. Ele é vítima e algoz de quem lhe é imediatamente mais fraco - no caso, a filha. É também o subproduto de nossa sociedade patriarcal. O arquétipo do homem forte, viril, apolíneo - mas que, por dentro, está desmoronando pelo simples fato de não saber amar, cuidar, chorar, pedir ajuda, ou seja, por não saber fazer absolutamente nada que o coloque numa suposta condição de ‘fragilidade’. O monte de músculos e força que ele aparenta ser contrasta com a pilha de medos, angústias e incertezas que ele realmente é”. 

A Sombra do Pai” aborda as consequências da inversão de papéis entre um pai e uma filha, que enfrentam uma situação de exceção, por meio de uma narração realista, com toques de horror e fantasia, marcas registradas da diretora.  A fantasia permeia todos os trabalhos da diretora e roteirista, que a utiliza como “materialização dos dramas internos dos personagens”. Para ela, este é “um signo do que os personagens sentem e, na maior parte das vezes, não conseguem expressar - eles sequer são conscientes desses dramas. O monstro surge porque nos recusamos a enfrentá-lo quando ele ainda é uma larva. Ele cresce e se torna maior que nossa própria consciência. É este o mecanismo que me interessa na construção do fantástico, do horror, do terror e derivados”.   

Para a escolha dos atores, a diretora contou com o apoio da produtora de elenco Alice Wolferson e do preparador de elenco Tomás Decina: “Testamos mais de 300 crianças para chegarmos à Nina Medeiros e à Clara Moura, que chamaram nossa atenção pela energia concentrada durante as improvisações”, lembra Gabriela. “Julio Machado também foi uma indicação da Alice e me ganhou no primeiro encontro. Já Luciana Paes é minha parceira de anos; a personagem Cristina foi escrita para ela”, completa. 

A Sombra do Pai” é uma produção da Acere, em coprodução com a RT Features e tem distribuição no Brasil da Pandora Filmes

Fonte: Pandora Filmes (via press-release)

0 comentários:

Aurora,

QUADRINHOS | Felipe Folgosi lança graphic novel em SP

Em 08/05/2019, a partir das 19h, o ator e quadrinista Felipe Folgosi lança "Chaos", sua mais nova graphic novel, no restaurante Jazz Restô e Burgers, em São Paulo. "Chaos" é a sequência do universo iniciado pelo autor em "Aurora", lançado em 2015.

Folgosi começou a desenvolver o roteiro logo após o lançamento de "Aurora", devido a resposta positiva de público e crítica. Em 2018, após uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo na plataforma Catarse, a produção foi iniciada em parceria com o desenhista argentino Emilio Utrera.

"Ela começa onde a anterior parou, mas com o Gabriel dominando a cena no combate à Nova Ordem Mundial, ao lado dos personagens que conhecemos, Ryan, Cláudia e Annabelle. Claro que também teremos novos heróis e vilões, muitas sequências de ação eletrizantes, e como no Aurora, tudo isso muito bem amarrado numa trama que envolve ciência, filosofia, política, sociedades secretas, transhumanismo, ação, sacrifício, emoção e aventura. Enfim, um thriller de ficção-científica com muita teoria da conspiração, do jeito que a gente gosta!", comenta Folgosi.

Em "Chaos", Folgosi desenvolve uma história de ação que mistura fatos científicos e questões filosóficas: "Como fã do gênero, penso que as melhores histórias partem de premissas reais combinadas de forma inusitada e levadas às últimas consequências, então pesquisei muito para que cada termo científico usado, cada dado técnico citado gerasse uma sensação de verossimilhança no leitor", explica o autor, que levou dez anos para escrever "Aurora", mas que precisou apenas de seis meses para concluir o roteiro de "Chaos", no final de 2015.

"Como já havia feito a pesquisa para o 'Aurora', que foi extensa e detalhada, começando com dados sobre astronomia e física, passando por partículas cósmicas, precessão dos equinócios, aceleradores de partículas, agências de inteligência militar, sociedades secretas e toda essa loucura, quando chegou a hora de escrever o 'Chaos' foi muito mais rápido porque o universo já estava criado", relata.

Com "Chaos", Folgosi comemora o primeiro título a ser lançado pela nova editora Yosemite: "Tenho aprendido muito ao longo desses anos, e acredito ser um processo natural. Estou muito feliz com o resultado da HQ e agora com a editora espero poder continuar produzindo quadrinhos por muitos anos", explica Folgosi, que estudou cinema em São Paulo e fez especialização em roteiro na UCLA, nos Estados Unidos.

O autor desenvolveu inicialmente o roteiro de "Aurora" para o cinema, mas adaptou a trama para história em quadrinhos ao perceber seu imenso potencial gráfico. Em "Chaos", ele segue a receita de sucesso: "O que mais gosto na nova história são as novas personagens, com seus dramas pessoais e poderes fantásticos que acredito, irão cativar os leitores", enfatiza

Fã de quadrinhos, Folgosi conta que a inspiração de "Chaos" vem tanto do universo dos quadrinhos quanto da ciência e, para isso, precisaria encontrar um artista a altura. A missão foi dada ao desenhista argentino Emilio Utrera, que além do desenho e arte final, também colore a obra. Folgosi, conta que procurou um artista assim por quase dois anos: "Encontrei no Emi [Emilio Utrera] um parceiro que estava buscando faz algum tempo, um cara completo, 'ponta firme' e extremamente sensível na tradução do roteiro e layout para o papel. Estou bem satisfeito com o trabalho dele e acredito que o público brasileiro também ficará", finaliza.

Serviço
Lançamento: "CHAOS", de Felipe Folgosi (roteiro) e Emilio Utrera (arte e cores)
Data: 08/05/2019
Horário: 19 horas
Onde: Restaurante Jazz Restô e Burgers
Endereço: Rua Vergueiro, 2080 - Vila Mariana / SP

Fonte: Assessoria Felipe Folgosi (via press-release)

0 comentários:

animação,

ANIMAÇÃO | Nickelodeon estreia 'Gatinha Unicórnio Borboleta Arco-íris'

Muita magia e aventura vai tomar conta da nova série animada da Nickelodeon:'Gatinha Unicórnio Borboleta Arco-íris'. Criada e produzida pela Funrise, a animação segue as aventuras de uma gatinha chamada Felicity (foto), que possui poderes especiais de transformação. Com 26 episódios, a estreia será em 04/05/2019, às 14h10, só na Nick.

Na trama, Felicity é uma felina parte arco-íris, parte borboleta e parte unicórnio. Esta qualidade única lhe dá a habilidade de caçar com seu arco na forma de arco-íris, produzir pancadas estrondosas com suas asas de borboleta e disparar lasers através de seu chifre de unicórnio e de suas perninhas. Juntamente com seu melhor amigo Miguel, Felicity está pronta para enfrentar todos os desafios de viver no mundo Mythlandia, que é habitado por criaturas de contos de fadas, mágicos, gigantes, dragões e muito mais.

No episódio de estreia, Felicity está preocupada com seus poderes. Ela teme que eles não sejam poderosos o suficiente para frequentar uma festa com os cidadãos mais fortes e populares de Mythlandia. Ainda no episódio, vamos conhecer o Rei Anubis, que coloca Miguel à prova para ver se ele está preparado para sair de Mythlandia e se converter ao próximo governante do submundo.

Fonte: Nickelodeon (via press-release)

0 comentários: