728x90 AdSpace

  • Nerd News

    quinta-feira, 30 de maio de 2019

    CRÍTICA [CINEMA] | "Rocketman", por Andreas César.



    "Rocketman" é o primeiro filme autobiográfico de um rockstar que eu assisti depois de "Bohemian Rhapsody" (que você pode ler minha crítica clicando AQUI). Tendo dito isso, muitos paralelos serão traçados, tendo em vista que Bohemian ganhou 4 prêmios no Oscars, incluindo melhor ator (em minha opinião, injustamente). Enfim, depois de um filme bom sobre o Queen (mas não tanto como o Oscars achou), fui animado para um longa sobre um cantor que gosto, Elton John.

    "Rocketman" começa mal, trazendo uma expectativa ruim à primeira vista. Apesar de a primeira cena ser interessante, ao mostrar como será narrada a narrativa, assim que Elton na infância começa-se uma cena musical que encaminhava o filme a algo semelhante a Grease, com pessoas cantando em momentos aleatórios. Talvez essa impressão tenha sido percebida por mim pelo fato de a cantoria, naquele momento, ser bastante desconexa. Enfim, o filme tem muitas cenas musicais, mas quando Elton está adulto as canções passam a fazer sentido com a trama, tornando-se belas cenas artísticas e não músicas aleatórias no longa.


    Com o passar do tempo do filme, várias referências a videoclipes e músicas de Elton John são passadas e em meio a isso, acredito que mesmo para aqueles que não conhecem o cantor, cria-se uma empatia com Elton, brilhantemente interpretado por Taron Egerton (que, se Rami Malek venceu por uma atuação mediana como Freddie, deveria ao menos concorrer com esse papel ao Oscar de Melhor Ator). Além disso, a caracterização de todos os personagens estava incrível. Egerton encarna John muito bem, não está perfeito, mas sem dúvida parecido (algo que também, em minha opinião, faltou a Malek).

    A química entre os atores estava excelente, e todos foram excepcionais. Jamie Bell mostrou o talento que sempre teve (lembre-se de sua incrível atuação em Billy Elliot), Richard Madden também estava bem centrado em seu papel mas, dos coadjuvantes, os que mais se sobressaem são Bryce Dallas Howard e Steven Mackintosh, os pais de Elton. Esses dois estiveram impecáveis em seus papéis, tendo sido escolhas perfeitas para eles.

    O repertório de músicas é muito bom, praticamente todas as músicas importantes de John estão no filme. Imaginem a minha emoção ao ouvir "Your Song", uma de minhas músicas preferidas de todos os tempos, no filme, foi simplesmente emocionante. A inclusão de partes como a gravação do videoclipe de "Don't Go Breaking My Heart" é muito bacana e sem dúvida divertirá os fãs mais antigos de Elton.


    O roteiro é bom, conduzindo bem o filme. A direção também é muito boa, tendo Dexter Fletcher feito um bom trabalho. O figurino do filme é incrível, as roupas extravagantes de Elton são muito semelhantes às originais e as roupas e figurino dos personagens secundários e figurantes são uma ótima reprodução daquelas utilizadas nos anos 70. A fotografia também é boa, proporcionando algumas cenas épicas no longa.

    Assim, "Rocketman" é uma das melhores autobiografias que já vi. Ainda que o início tenha me dado uma impressão ruim, isso durou por tão pouco tempo que não me incomodou no final, e sem dúvida não altera a nota que o filme merece. Excelente.


    Andreas César assistou, criticou e não consegue parar de ouvir Elton John, provavelmente isso durará ao menos uma semana...
    • Comente no site
    • Comente no Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: CRÍTICA [CINEMA] | "Rocketman", por Andreas César. Rating: 5 Reviewed By: Andreas César
    Scroll to Top