Bossa Nova Films,

TURMA DA MÔNICA JOVEM: O FILME | Denise ganha seu próprio canal no YouTube!

Denise (foto) - personagem dos quadrinhos de Turma da Mônica Jovem que apareceu ao vivo e em cores com a presença de Mauricio de Sousa na Bienal do Livro do Rio 2017 - publicou o primeiro vídeo no próprio canal no YouTube. Fiel ao estilo ~“Rainha Suprema” das páginas do gibi, ela fala, quase sem fôlego de tamanha emoção, sobre como foi encontrar o seu criador; tudo o que já viu e viveu no mundo real e o que promete causar...

>>> Clique AQUI para assistir!

Além do canal, Denise também está presente no Instagram e no Musical.ly, rede social que tem virado febre entre os adolescentes. Esta semana, ela desafia o público nas duas redes. Para participar, é só publicar sua versão de "Ragatanga", em comemoração à volta da banda Rouge. Os escolhidos serão divulgados no próximo vídeo do 'DeNews'.

Denise é a segunda personagem do filme live action de Turma da Mônica Jovem apresentada ao público. A bruxinha Ramona, incentivada pela própria Denise, já tem o próprio canal no YouTube, com mais de 30 mil inscritos, desde dezembro de 2016.

O longa live action da Turma da Mônica Jovem tem produção da Bossa Nova Films em coprodução com a Mauricio de Sousa Produções, com estratégia digital desenhada pela Bossa Nova Studio. A direção é de Chris Metri. As filmagens acontecem em 2018, com previsão de estreia nos cinemas no início de 2019. 

Fonte: Mauricio de Sousa Produções (via press-release)

0 comentários:

A Escolha Perfeita 3,

A ESCOLHA PERFEITA 3 | Novo trailer convoca fãs para última chamada

A Universal Pictures divulgou um segundo trailer da comédia musical “A Escolha Perfeita 3” ('Pitch Perfect 3'), filme parte da franquia que arrecadou mais de US$ 400 milhões em todo o mundo.

>>> Clique AQUI para assistir! 

Na trama, depois de se formarem na faculdade e serem lançadas ao mundo real, as Bellas percebem que não existe perspectiva para cantoras à capella em um cenário musical competitivo. No segundo trailer, elas descobrem que estão sendo convidadas para apresentações de canto como espectadoras e não mais cantoras e, frustradas, decidem se reunir para um último show juntas. A magia toma conta das Bellas quando se reencontram para uma turnê no exterior. 

A produção traz novamente as atrizes Anna Kendrick, Brittany Snow, Anna Camp, Rebel Wilson, Hailee Steinfeld e Elizabeth Banks no elenco, além de Hana Mae Lee, Ester Dean, Alexis Knapp, Chrissie Fit, Kelley Jakle e Shelley Regner. O filme conta com direção de Trish Sie e estreia somente em 08/03/2018 no Brasil

Fonte: Universal Pictures (via press-release) 

0 comentários:

animação,

MY LITTLE PONY: O FILME | Site oficial do longa animado já está no ar

A menos de dez dias para estreia de “My Little Pony: O Filme” - agendada para 05/12/2017 -, a animação ganha site nacional, voltado ao público infantil e aos fãs da marca My Little Pony. Organizado em seis áreas principais - home, história, personagens, vídeos, galeria e atividades – o novo endereço eletrônico reúne informações sobre a produção, com detalhes da história, suas personagens, trechos que chegarão às telonas, além de fotos, brincadeiras, e o cartaz oficial do filme.

>>> Clique AQUI para acessar!

Com dublagem nacional de Mariana Rios e Sergio Marone, os artistas ganharam destaque no canto inferior do site.  A plataforma nacional ainda reúne uma série de atividades recreativas, como desenhos das personagens para colorir, ligue os pontos e jogo da memória. Ao clicar no ícone laranja e branco, localizado no canto superior esquerdo, o internauta é direcionado às atividades do site internacional do filme. No Pony Marker, o público poderá personalizar as pôneis de acordo com sua preferência. Em Gif Creator, é possível gerar e compartilhar um gif com até três segundos de duração, a partir do trailer da animação.

A nacionalização do endereço eletrônico visa aproximar o público infantil e suas famílias do universo lúdico da produção. “Com a chegada do mês das crianças, a ideia é que possamos oferecer ao público diferentes conteúdos, que dialoguem com a temática do filme e propiciem uma imersão completa neste universo de aventura e amizade”, afirma Mariana Marcondes, gerente de marketing da Paris Filmes.

Com direção do canadense Jayson Thiessen e distribuição nacional Paris Filmes, a narrativa ambientada no encantando Reino de Equestria revela a magia da amizade numa viagem inesquecível, que ultrapassa os limites do Reino, e faz com que os pôneis descubram novos amigos e o poder da união. 

Fonte: Paris Filmes (via press-release)

1 comentários:

A Última Chance,

FESTIVAL DO RIO 2017 | Evento traz diversos filmes com temática esportiva

Entre a extensa lista de filmes que compõe o Festival do Rio 2017, estão produções que têm o esporte como temática. “Guerra dos Sexos”, de Jonathan Dayton e Valerie Faris, conta a verdadeira história da partida de tênis entre Billie Jean King e Bobby Riggs, em 1973. Em “A Última Chance”, de Paulo Thiago, o ator Marco Pigossi interpreta Fábio Leão, o presidiário e campeão brasileiro de muay thai que vive uma história de constantes fracassos e glórias. O documentário “Sua pele tão macia”, de Denis Côte, mostra a rotina de bodybuilders que estão se preparando para uma competição, seguindo uma rotina regrada, treinos intensos e dietas rigorosas. Outros filmes que também falam sobre assunto são “Borg vs McEnroe”, “Yoga arquitetura da paz” e “The Brawler.

SINOPSES
A Guerra dos Sexos
A história real da partida de tênis entre Billie Jean King e Bobby Riggs, em 1973. Em sua vida profissional, King é campeã e uma feminista declarada. Mas na vida privada enfrenta desafios: seu casamento está por um fio e sua sexualidade no armário se torna uma distração. Indignada com o fato de a Liga Nacional de Tênis não permitir a paridade salarial entre homens e mulheres, ela aceita o desafio de 100 mil dólares proposto por Riggs, um antigo campeão que enfrenta problemas financeiros. Com Emma Stone (foto) e Steve Carell (foto), dos diretores do sucesso "Pequena Miss Sunshine". Toronto 2017.​

A Última Chance
Baseado na vida do presidiário e campeão brasileiro de muay thai Fabio Leão. Nascido na Vila Kennedy, subúrbio do Rio de Janeiro, Fabio esteve desde os 14 anos envolvido com o tráfico e o banditismo. Na prisão, sua paixão desde adolescente pelo ringue o salvou e o encaminhou para o ensino do esporte aos colegas de cárcere. Tudo se mescla com sua história de amor por Luciana, companheira de uma vida inteira.​

Sua pele tão macia
Jean-François, Ronald, Alexis, Cédric, Benoit e Maxim são gladiadores dos tempos modernos. Do homem forte ao bodybuilder de primeira classe, passando pelo veterano que se tornou um treinador, todos compartilham da mesma obsessão pela superação de suas limitações físicas. Eles estão se preparando para a próxima competição, trabalhando duro na academia e seguindo dietas rigorosas. Uma jornada divertida, poética e humana na vida regrada desses homens muitas vezes incompreendidos. Do diretor canadense Denis Coté, o mesmo de "Vic+Flo viram um urso". Festival de Locarno 2017.​

Borg vs McEnroe
​Wimbledon, 1980. O verão mais chuvoso em décadas. O mundo está esperando para ver o número 1 dos jogadores de tênis do mundo, Björn Borg, conquistar seu quinto título em Wimbledon. Mas poucos sabem o drama dos bastidores: aos 24 anos, Borg está perto do fim, cansado, desgastado e atormentado pela ansiedade. Enquanto isso, seu rival John McEnroe, de 20 anos, está decidido a tomar o lugar no trono de Wimbledon de seu antigo herói. Uma história sobre dois homens que mudaram a cara do tênis e se tornaram lendas, e o preço que tiveram que pagar por isso. Com Shia LaBeouf. Toronto 2017.​

Yoga arquitetura da paz
Baseado no livro homônimo do fotógrafo Michael O'Neill, este documentário conta a história dos dez anos em que o autor fotografou os grandes mestres da ioga. Criado como uma profunda extensão do livro original, o filme aborda questões muito humanas da nossa perspectiva atual, misturando-as com elementos de movimento e som experienciais, resultando em uma nova visão da arte da ioga.​ 

The Brawler
Shravan é um boxeador de segunda categoria à espera de uma chance para deixar sua marca. Sua carreira é ameaçada quando ele acerta um gancho de direita em Bhagwan, seu chefe e principal promotor de boxe da região. Travando uma batalha que ultrapassa os limites do ringue, Bhagwan fará o possível para impedir o sucesso de Shravan, tanto na luta, quanto no seu amor por Sunaina. Mas ele não conta com o preparo emocional de Shravan, um especialista na arte de perder, que não desistirá de seu objetivo tão facilmente. De Anurag Kashyap - de "As gangues de Wasseypur". Toronto 2017.​


Festival do Rio 2017
De 05 a 15/10/2017

0 comentários:

Cartazes,

GABRIEL E A MONTANHA | Elogiado filme brasileiro ganha trailer e cartaz

A história da famosa viagem do economista Gabriel Buchmann pela África, que terminou com a morte do carioca em uma montanha no Maláui, chegará às telas dos cinemas com “Gabriel e a Montanha”, segundo longa-metragem de ficção do diretor Fellipe Barbosa. A coprodução entre Brasil e França, rodada em quatro países do continente africano, acaba de liberar o trailer, que mostra Gabriel - interpretado por João Pedro Zappa (foto) - vivendo como um local nos quatro países pelos quais passou: Quênia, Zâmbia, Tanzânia e Maláui. Após exibição no Festival do Rio - em 11/10/2017 - o filme estreia no Brasil em 02/11/2017.

>>> Clique AQUI para assistir!
Cartaz oficial (Divulgação)
Em maio de 2017, “Gabriel e a Montanha” - coprodução da TvZERO, Gamarosa Filmes e Damned Films - recebeu dois prêmios no Festival de Cannes. Na prestigiada 'Semana da Crítica' do evento, a produção foi honrada com um prêmio de revelação - entregue ao diretor Fellipe Barbosa - e um de distribuição, que ajudou a alavancar a estreia do filme em agosto na França, onde o filme já superou a marca dos 70 mil espectadores. Barbosa começou a desenvolver o roteiro logo após receber a notícia do desaparecimento de Gabriel, seu amigo de infância do Rio de Janeiro.

Meu interesse pela história começou ao ler um e-mail que Gabriel enviou para sua família e amigos da Uganda, descrevendo sua primeira semana na África. Reconheci a felicidade descrita por Gabriel e sua vontade de ficar lá, talvez para sempre. Eu estivera na Uganda dois anos antes e, como Gabriel, não queria voltar”, explica Barbosa. “Fazer esse filme foi uma maneira de reencontrar o Gabriel. Senti também que era uma oportunidade de fazer uma cartografia humana dessa região do mundo tão distante, porém tão próxima de nós. O retrato de uma África humana e hospitaleira, longe dos estereótipos”.

Gabriel Buchmann viajou para a África com o objetivo de analisar de perto a pobreza e se preparar para um doutorado em políticas públicas na Universidade da Califórnia. O carioca morreu de hipotermia, em 2009, após decidir subir o Monte Mulanje, pico mais alto do Maláui, com mais de três mil metros de altitude, sem a companhia de um guia. Seu corpo foi encontrado 19 dias depois na subida da montanha. O longa tem roteiro baseado em anotações, e-mails de Gabriel para a mãe e a namorada e entrevistas com pessoas que cruzaram seu caminho na África.

Ao longo da viagem, Gabriel aventura-se por outras subidas difíceis, como o Kilimanjaro, ponto mais alto do continente africano. Ele também recebe a visita de sua namorada, Cris (Caroline Abras), que estava na África do Sul participando de um seminário sobre economia.

A imprensa francesa foi bastante elogiosa ao filme “Gabriel e a Montanha” após a estreia por lá. O tradicional Le Monde entendeu que “o grande mérito de Fellipe Barbosa é de saber aliar a compreensão intelectual ao gesto de compaixão por seu amigo falecido que o filme encarna”. A revista Positif avaliou que o longa-metragem “se distingue pela inteligência do seu roteiro”, enquanto o L’Express reforçou que “Barbosa reconstitui magistralmente uma viagem emocionante rumo à morte”. Trata-se de “uma homenagem perturbadora e sincera ao amigo desaparecido”, nas palavras do Cahiers du Cinéma. Já a revista Les Inrockuptibles escreveu que “a imagem do jovem homem cujo corpo se confunde pouco a pouco com a natureza é de uma incrível poesia”.

Fonte: TvZERO (via press-release)

0 comentários:

20th Century Fox,

CRÍTICA [CINEMA] | "Kingsman: O Círculo Dourado", por Kal J. Moon

Baseado na história em quadrinhos criada por Mark Millar e Dave Gibbons, novamente dirigido por Matthew Vaughn e com um elenco estelar que conta com o retorno de Taron Egerton, Colin Firth e Mark Strong - além do auxílio luxuoso de Julianne Moore, Michael Gambon, Halle Berry, Jeff Bridges, Pedro Pascal, Bruce Greenwood, Emily Watson, Channing Tatum e até o veterano cantor Elton John -, "Kingsman: O Círculo Dourado" tenta salvar 2017 da mediocridade que ronda os blockbusters apresentados até agora.

Tapa na cara!
A verdade é uma só: o filme "Kingsman: Serviço Secreto" não precisava de continuação. Era um daqueles raros exemplares da ficção de entretenimento em que o conceito se sustentava por si só e, mesmo que o espectador quisesse ver mais daquele mundo fantástico baseado nas mais diversas franquias cinematográficas e literárias sobre espionagem, tudo o que necessitava estar ali, bem, já estava ali, com começo, meio e fim dignos de um clássico imediato da cultura pop.

O mais interessante é que o primeiro filme fez uma bilheteria bem decente mas nada garantia uma continuação de forma imediata. Mas Hollywood lida com números e cifras diversas, monetização comparada e um monte de coisas que deveria estar em segundo plano mas o fato é que um filme, mesmo que sirva ao entretenimento pura e simples, trata-se de um produto. E aqui estamos com "Kingsman: O Círculo Dourado".

Na trama, nossos heróis enfrentam um novo desafio. Quando seu quartel-general é destruído e o mundo é mantido como refém por uma megalomaníaca traficante de drogas chamada Poppy (Julianne Moore), sua jornada os leva à descoberta de uma aliada organização de espionagem nos Estados Unidos chamada 'Statesman', apresentando o dia em que ambos foram fundados. Numa nova aventura que testa a força e inteligência de seus agentes até o limite, essas duas organizações secretas de elite se unem para derrotar um implacável inimigo comum, a fim de salvar o mundo.

O fato do roteiro escrito por Jane Goldman - com participação do próprio diretor - utilizar de um enorme 'retcon' (quando um fato ocorrido é recontado sob um novo ponto de vista, trazendo informações que não haviam sido reveladas até então) para explicar como Harry Hart - personagem interpretado por Colin Firth - está de volta é bem criativo, mostrando que existe vida inteligente em Hollywood quando se deixa fazer o serviço de forma correta.

Isso sem contar que essa nova história, além de divertidíssima, tem o benefício de não ser uma história de origem, o que dá muito mais liberdade para retrabalhar outras situações deixadas em aberto no primeiro filme - algumas funcionam perfeitamente enquanto outras deixam um pouco a desejar (mas isso vai de sua expectativa - a minha estava altíssima!). E tem também o fato de tocar (novamente) num assunto seríssimo numa alegoria do que poderia realmente acontecer num futuro bem próximo, colocando-se firmemente não de forma moralista mas consciente com sua audiência.

A agência secreta Statesman é uma ótima ideia mas como necessitava de muita apresentação de personagens, algumas partes da trama ficaram de lado. Tanto que a participação de Channing Tatum é breve e, pelo que parece, terá maior destaque num futuro terceiro filme. Assim como Jeff Bridges e Hally Berry...


Mesmo que a ideia vilanesca de Poppy (Julianne Moore) seja tão - ou mais - assustadora (e POSSÍVEL) que a de Samuel L. Jackson no primeiro filme, a personagem de Moore não tinha muito carisma, o que prejudicou um pouco sua interpretação, que não chega a incomodar ou atrapalhar mas sempre se espera mais de uma ganhadora do Oscar, certo?

Mas o destaque entre todas as atuações vai mesmo para Elton John. Suas participações são hilárias, num roteiro que não se limitou a fazer de seu personagem uma mera participação especial mas sim alguém que tem papel decisivo no terceiro ato com direito a várias citações a sua carreira musical para fã algum botar defeito. E TODAS as suas cenas funcionam do ponto de vista narrativo, o que, por si só, é um bônus.

Destaque também para Whiskey, personagem interpretada por Pedro Pascal, que faz um cowboy há muito esquecido, o paladino californiano, de origem espanhola, que ficou mais conhecido após a criação do Zorro - Pascal até ostenta um bigodinho como uma espécie de homenagem (e até faz sentido, uma vez que ele também se utiliza de um laço para executar suas façanhas).

A trilha sonora original da dupla Henry Jackman & Matthew Margeson (também do primeiro filme) incorpora todo o aspecto heróico e reverente dos espiões mais doidos do cinema - uma das trilhas mais assobiáveis desde... desde sempre (ainda que lembre bastante o tema de Michael Giacchino na animação "Os Incríveis").


A direção de Matthew Vaughn ainda é precisa e vai direto ao ponto. Não fica de firula tentando emular um cinema "maior e melhor". Sua questão é preservar o espírito zombeteiro que não se leva a sério em nenhum momento mas sem virar ~"o tio do pavê" (estou lembrando de "Guardiões da Galáxia Volume 2" enquanto escrevo isso). Tudo funciona a contento: piadas pontuais (e não o tempo todo), urgência narrativa - mesmo com algumas cenas que poderiam simplesmente ficar de fora -, química entre o elenco e todo o delicioso absurdo que envolve o mundo da espionagem cinematográfica.

Não, não é melhor que o primeiro filme mas não faz feio. "Kingsman: O Círculo Dourado" é feito para quem está cansado de filmes que seguem uma fórmula que pode até estar consagrada, é verdade, mas que deveriam ser melhores justamente por isso. E esse filme É melhor. Dá tapa na cara de muito blockbuster por aí, sem dó, com vontade. Existe esperança, enfim. "Kingsman" é entretenimento com respeito à inteligência do espectador. Vaughn e cia salvam o dia novamente...


Kal J. Moon ficou imaginando... Se existisse uma agência secreta no Brasil, seriam os "Republicman"?

0 comentários:

Anime,

YOUR NAME | Anime ganhará live-action pelas mãos de J.J. Abrams!

A Paramount Pictures e a Bad Robot anunciaram hoje que adquiriram os direitos de adaptação para os cinemas do anime “Your Name” ('Kimi no Na wa'). As duas companhias trabalharão em conjunto com a produtora responsável pela animação original, a Toho Co., Ltd., para desenvolverem uma versão live-action da história que cativou audiências em todo o mundo, desde seu lançamento em 2016. O time da Bad Robot será encabeçado pelos produtores J.J. Abrams e Lindsey Weber, juntamente com Genki Kawamura, produtor do anime original. Eric Heisserer, roteirista e diretor indicado ao Oscar pelo recente filme “A Chegada”, assinará o roteiro.

Estamos empolgados em colaborarmos com uma equipe extremamente talentosa em Hollywood”, disse Yoshishige Shimatani, CEO da Toho Co., Ltd. “E em criarmos com eles uma versão live-action do icônico filme japonês 'Your Name'”. “Como no filme, isso parece ser um sonho”, disse Genki Kawamura. “O Sr. Abrams e sua equipe cativaram audiências com suas reinvenções de filmes conhecidos e Mitsuha e Taki encontraram um perfeito narrador, o Sr. Heisserer, para contar sua história de amor, carregada de ficção científica, que deu ao filme um grande impulso. As reuniões até agora foram criativamente estimulantes, com ideias fantásticas as quais, certamente, farão deste um excelente filme. Tenho muita honra de trabalhar com estes incríveis criadores para levar para as audiências a versão live-action hollywoodiana de 'Your Name'”.

Your Name” é uma história original criada, escrita e dirigida por Makoto Shinkai que conta as desventuras de um garoto e uma garota adolescentes de diferentes origens, que descobrem que podem trocar de corpos. Eles ficam desesperados para cruzar o espaço e o tempo e achar uma maneira de se encontrarem e impedir um desastre iminente.

O filme original foi produzido por Genki Kawamura e teve Minami Ichikawa, Keiji Ota e Yoshihiro Furusawa da Toho Co., Ltd. e Noritaka Kawaguchi da CoMix Wave Films como produtores executivos.

Your Name” se tornou o filme de animação de maior arrecadação nas bilheterias mundiais, rendendo US$ 355 milhões. No Japão, o filme arrecadou ¥ 25.0 bilhões (US$ 303 milhões), mantendo-se em primeiro lugar das bilheterias por  12 semanas (não consecutivas). O longa animado é também o filme japonês de maior arrecadação lançado no mercado chinês até o presente, tendo arrecadado US$ 85.6 milhões.

Fonte: Paramount Pictures (via press-release)

0 comentários:

Carlinhos e Carlão,

LUIS LOBIANCO | Ator do Porta dos Fundos vive seu primeiro protagonista no cinema

O contraste entre ser um homem homofóbico durante o dia e um gay extrovertido e carismático à noite será o contorno do primeiro papel de protagonista de Luis Lobianco (foto) nos cinemas. O ator e comediante brasileiro - onde se destacou em filmes como "O Candidato Honesto" (onde o entrevistamos AQUI), “Entre Abelhas” e “Desculpe o Transtorno” - será o personagem principal do longa-metragem “Carlinhos e Carlão”, com direção de Pedro Amorim (de “Superpai”). O filme, que está sendo rodado no Rio de Janeiro, tem produção da Migdal Filmes, coprodução de Telecine e Fox Film do Brasil com distribuição da Downtown Filmes.

No filme, o protagonista precisará aprender a derrubar rótulos para superar seus preconceitos. Carlão (Lobianco) trabalha em uma concessionária de carros com Cadinho (Marcelo Flores), Zeca (Saulo Rodrigues), Ediney (Victor Lamoglia) e Antunes (Pedro Monteiro). Ele, que se gaba por ser o maior entendedor de mecânica e o melhor do futebol entre eles, frequenta diariamente o mesmo bar com os colegas após o expediente, sempre em meio a conversas machistas e piadas homofóbicas. O que Carlão não esperava é que uma das vítimas dessas piadas, Evaristo (Luís Miranda, foto), atendente de uma loja de departamentos, iria o perseguir e, com a ajuda de comparsas, prendê-lo em um armário mágico. É lá dentro que Carlão vai se transformar em... Carlinhos.
Crédito de Foto: Mariana Vianna / Divulgação

Com a mudança repentina, surgem dois personagens no roteiro escrito por Carolina Castro e Célio Porto: durante o dia, o machão Carlão e, à noite, com a ativação da magia que lhe foi incorporada, Carlinhos, um gay simpático, carismático, talentoso e que diverte a todos. Um pocket show de Carlinhos, em um feirão noturno da concessionária, viraliza nas redes sociais e, com isso, Carlão começa a sentir na pele o que é ser vítima de homofobia. Não só com os amigos, mas também com a família, formada por um pai (Otávio Augusto) e um irmão (Cláudio Mendes) igualmente machistas e preconceituosos.

Carlinhos e Carlão” mostrará a oposição entre os dilemas de Carlão, que tentará fazer de tudo para acabar com o feitiço do armário enquanto tenta disfarçar sua mudança para família e amigos, e os momentos agitados e divertidos de Carlinhos, que à noite se torna amigo do garçom Guga (Suzy Brasil) e da dona do bar Glorinha (Thati Lopes, companheira de Lobianco no Porta dos Fundos), antes contrários ao comportamento de Carlão. O elenco ainda traz nomes como Thiago Rodrigues - interpretando o gerente da concessionária de carros - e Letícia Isnard - como a cunhada de Carlão.

Ainda não há previsão de estreia.

Fonte: Fox Film do Brasil (via press-release)

0 comentários:

A Vida Secreta dos Casais,

FIM DE SEMANA | HBO com SINAL ABERTO para estreia de filme e série!

Para que todos tenham a oportunidade de assistir à estreia de "A Vida Secreta dos Casais" - nova série original da HBO Latin America -, os canais do pacote HBO / MAX contarão com sinal aberto em todas as operadoras nos dias 29 e 30/09/2017 e 01/10/2017.

Sexo, política e poder são os elementos principais da instigante obra criada por Bruna Lombardi (foto) e Kim Riccelli. A trama transita pelo universo das terapias alternativas, mostrando uma busca cada vez maior pela redenção; pelo ambiente das grandes corporações, onde a lei do mais forte se tornou a lei do mais cruel; e pelo abrangente e dinâmico território cibernético, em que é possível encontrar vazamento de informações e opiniões bombásticas.  O primeiro episódio de 'A Vida Secreta dos Casais' será exibido no domingo, 1º de outubro, às 22h, no canal HBO.



Na noite anterior, 30/09/2017, "Esquadrão Suicida" - o blockbuster baseado nos quadrinhos da DC Comics e estrelado por Will Smith (foto), Margot Robbie (foto) e Jared Leto (foto) - estreia na programação do canal HBO, às 22h. No longa, uma organização secreta do governo dos EUA decide formar a Força Especial X, uma unidade composta por alguns dos criminosos mais temidos do mundo. Eleitos pela capacidade de serem facilmente descartados e levando em consideração o risco das missões, formam o grupo conhecido por “Esquadrão Suicida”.

Além das duas grandes estreias, quem ainda não é assinante da HBO poderá experimentar a programação completa dos canais do pacote HBO / MAX, repleta de filmes, documentários, séries e outros conteúdos imperdíveis.

Para mais informações sobre a programação, visite o site oficial.

Fonte: HBO (via informe publicitário)

0 comentários:

Alex Zamm,

PICA PAU: O FILME | Disponibilizada máscara exclusiva do personagem em rede social

O Pica-Pau chegou ao Facebook! O protagonista do filme, que estreia em 05/10/2017 nos cinemas, terá uma máscara exclusiva dentro da rede social, que poderá ser usada até o final do ano. A idealização é uma parceria entre a Universal Pictures e a Social Tailors, para promover o lançamento do filme no Brasil.

Para habilitar, é necessário acessar a versão mobile do Facebook, clicar na câmera e, em seguida, ativar a varinha das máscaras. Ao tirar a foto, o usuário pode postar automaticamente no feed ou salvar a imagem para usar em seu perfil. Sentiu falta de algum detalhe? A risada do Pica-Pau também está por lá. Basta abrir a boca ao tirar a foto para escutar o famoso riso do personagem.

>>> Clique AQUI para testar!


Com direção de Alex Zamm, o longa resgata o personagem que marcou várias gerações numa produção que mescla live action e tecnologia CGI. Criado por Walter Lantz em 1940, o Pica-Pau é protagonista de 166 episódios animados que já foram transmitidos em mais de 155 países e em 105 idiomas diferentes.

No filme, os atores Thaila Ayala e Timothy Omundson interpretam o casal Vanessa e Lance Walters – os novos alvos do traiçoeiro personagem na história. A comédia mostra uma guerra de território entre o pássaro e o vigarista Lance Walters e sua namorada, que estão determinados a construir a casa de seus sonhos, mas para isso têm que derrubar a casa do travesso personagem.

Fonte: Universal Pictures (via press-release)

0 comentários:

animação,

POKÉMON | Novo longa animado passará nos cinemas brasileiros!

Há 20 anos, o primeiro episódio da famosa animação japonesa “Pokémon” ia ao ar. Para comemorar as duas décadas desse sucesso, nos dias 05 e 06/11/2017, a Cinemark exibe o novo filme “Pokémon, o Filme: Eu Escolho Você!”. O conteúdo está disponível somente na versão dublada.

Na trama, um evento especial de dois dias explora a origem do primeiro encontro de Ash e Pikachu, assim como suas aventuras em busca do Pokémon Lendário Ho-Oh. Durante sua jornada, a dupla se depara com caras conhecidas, com novos personagens, como os Treinadores Vera e Sérgio, e até com um misterioso novo Pokémon Mítico, Marshadow. Esta nova e original história sobre o começo de uma das amizades mais queridas da cultura popular está repleta de desafios e batalhas Pokémon épicas.
Cartaz oficial (Divulgação)

O longa animado poderá ser visto em 51 complexos espalhados por São Paulo (Metrô Santa Cruz, Market Place, Eldorado, Pátio Paulista, Tietê Plaza Shopping, Boulevard Tatuapé, Mooca Plaza Shopping e Central Plaza), Rio de Janeiro (Botafogo,Carioca Shopping e Downtown), Aracajú, Barueri, Belo Horizonte (Pátio Savassi), Betim, Boa Vista, Brasília (Pier 21), Bragança, Camaçari, Campinas, Campo Grande, Canoas, Cuiabá, Curitiba (Shopping Mueller),Florianópolis, Foz do Iguaçu, Goiânia (Flamboyant), Guarulhos, Juazeiro, Lages, Londrina, Manaus, Mogi das Cruzes, Natal, Niterói, Palmas, Porto Alegre (Barra Sul Shopping),Recife, Ribeirão Preto,Salvador, Santo André (Atrium Shopping),  Santos, Santo Bernardo do Campo (Golden Square),São Caetano, São José dos Campos, Taguatinga, Uberlândia, Vila Velha, Vitória e Varginha.

>>> ATENÇÂO: Quem comparecer às sessões também ganhará uma carta inédita do jogo Pokémon Estampas Ilustradas em que Pikachu veste o boné do seu Treinador, como é apresentado em “Pokémon, o Filme: Eu Escolho Você!” (enquanto durarem os estoques).

As entradas podem ser adquiridas no site oficial da Cinemark e nos cinemas participantes. Os valores variam de R$ 15 a R$ 40.

Fonte: Cinemark (via press-release)

0 comentários:

Andreas Kisser,

GAME XP 2017 | 'Invasão Star Wars' reuniu mais de 1500 pessoas ao Rock in Rio

O público presente na arena Game Experience - ou Game XP - foi surpreendido com uma apresentação especial inspirada no filme ‘Star Wars: Os Últimos Jedi’, que estreia nos cinemas brasileiros em 14/12/2017. A ação contou com a presença do DJ Elliot, também conhecido como o 'STAR WARS DJ', que tomou conta do palco com remixes que incluíam sons do filme. A arena foi transformada em outra galáxia por conta das projeções mapeadas de Star Wars.

Homenageando um dos shows mais esperados da noite, o droide BB-8 (foto) subiu ao palco e realizou um mash-up de ‘Sweet Child of Mine’, clássico dos Guns N’ Roses, com o DJ Elliot. O teaser trailer de ‘Star Wars: Os Últimos Jedi’ foi exibido em alta resolução seguido de aplausos e emoção dos fãs.

Trazendo ainda mais alma brasileira, os músicos Andreas Kisser (foto) - da banda Sepultura -, Lucas Lima (foto) e Moisés Lima (foto) - do grupo Família Lima - interpretaram temas de Star Wars ao vivo, que incluiu a icônica Marcha Imperial.

Para encerrar a ação, o DJ Elliot se uniu aos músicos e tocaram juntos mais um remix, agitando o palco da arena. A ação foi transmitida nas páginas nas redes sociais de Star Wars e do site The Enemy.

Fonte: Game XP (via press-release)

0 comentários:

Darren Aronofsky,

MÃE! | "Vai provocar debates", garante Aronofsky sobre novo filme

Um filme que vai gerar discussões, que faz o público pensar. Essa é a idéia do diretor Darren Aronofsky (foto) ao apresentar sua mais nova obra, “Mãe!”. No clipe recém-divulgado, Aronofsky afirma: “Os melhores filmes são os que você continua falando após a sessão”. O clipe apresenta ainda imagens do trailer com Jennifer Lawrence (foto), Michelle Pfeiffer e Javier Bardem.

>>> Clique AQUI para assistir!

Em ‘Mãe!’, a relação de um casal é testada quando visitantes não esperados chegam à sua casa e atrapalham a tranquilidade da família. Do diretor Darren Aronofsky (de “Cisne Negro” e “Requiem para um Sonho”), “Mãe!” é um suspense psicológico sobre amor, devoção e sacrifício.

Com distribuição da Paramount Pictures Brasil, o filme já está em cartaz no Brasil (clique AQUI para ler nossa crítica).

Fonte: Paramount Pictures Brasil (via press-release)

0 comentários:

Cinema do Brasil,

FESTIVAL MUSIMAGEM 2017 | Evento de música para cinema e TV agita BH!

Entre os dias 28/09 e 01/10/2017, o CCBB Belo Horizonte (localizado na Praça da Liberdade, 450 – Funcionários / Belo Horizonte), recebe a terceira edição do Festival Musimagem, primeiro festival dedicado exclusivamente à música para a imagem. 

Neste ano, o festival conta com a presença do compositor americano Laurence Rosenthal, responsável por trilhas de filmes como "Becket", "Meteoro" e "Fúria de Titãs", além de séries como "O Jovem Indiana Jones" - trabalhando com George Lucas e Steven Spielberg durante as três temporadas -, "A Ilha da Fantasia", entre outras.



O evento contará com concertos, workshops, palestras, debates, mostras e grupos de trabalho. E o melhor: Todas as atividades são gratuitas. Para atrações que acontecem no Teatro I é necessário retirar senha de acesso com uma hora de antecedência. Já as inscrições para grupos de trabalho, workshops, palestras e mesa de debate que acontecem no Teatro II devem ser realizadas por meio do site oficial do evento.
A grande novidade desta edição fica por conta da criação do Troféu Remo Usai de Música para Imagem. Remo Usai é um compositor de extrema importância para o audiovisual, fez "Assalto ao Trem Pagador" e "Boca de Ouro", por exemplo, dentre tantos outros trabalhos. Segundo Marcos Souza, curador do Festival, o prêmio vem justamente contemplar nomes importantes da história da música original para imagem: "O premiado deste ano será o compositor Waltel Branco, de Curitiba, com 88 anos, que estará presente à premiação. Ele é autor de trilhas para novelas como 'O Bem Amado', 'Tititi', 'Feijão Maravilha' e diversos outros projetos".
Outra novidade desta edição é a Mostra Musimágica Infantil, uma mostra de cinema infantil, com a exibição de diversos filmes deste segmento e a presença dos compositores das trilhas sonoras, explicando como foi o processo de criação dessas músicas. Popularmente conhecida como trilha sonora, a música composta para o audiovisual sempre esteve presente no cinema. Muitas vezes ela define o sucesso ou não de um filme, sendo responsável por manter o suspense em determinadas cenas, ou trazer emoção em um momento de tensão.

A música e a imagem são companheiras de longa data, mas os compositores brasileiros que realizam esse trabalho quase sempre têm pouquíssima visibilidade. O objetivo do festival é justamente divulgar o mercado de composição no Brasil e no mundo. "A intenção é trazer o universo da música para a imagem cada vez mais pra perto do público, ampliando a visibilidade dos músicos que atuam nesta área, incentivando novas pessoas a mergulharem no tema", explica Souza.

O evento é aberto ao público profissional e entusiasta, já que música para cinema, TV, comerciais, videogames, habita o imaginário popular. O Festival Musimagem é idealizado e produzido pela Musimagem BrasilAssociação Brasileira de Compositores de Música para Audiovisual e tem curadoria do pianista Marcos Souza, e do compositor Tim Rescala.

Programação:
>>> 28/09/2017 (Quinta-Feira) – Abertura do Festival
19h30 – Teatro I
Concerto dos Associados da Musimagem Brasil e entrega do Troféu Remo Usai Musimagem Brasil 2017
Entrega do prêmio ao ganhador deste ano, o compositor Waltel Branco.
"Waltel Branco, maestro, arranjador e instrumentista (Paranaguá, 22/11/1929) compositor erudito e popular, ajudou a criar as estéticas da MPB, Bossa Nova, Jazz-Samba e Jazz-Fusion desde os anos 50. Lançou mais de 20 discos, cultuados pelas experimentações e virtuosismo, sendo o álbum 'Meu Balanço' um dos discos com cotação mais alta do mundo em bancas de colecionadores segundo sites como Discogs. Foi arranjador, compositor e diretor musical das trilhas de novelas e vinhetas da rede Globo por quase três décadas, dentre elas, Irmãos Coragem, Escrava Isaura, O Bem Amado, Selva de Pedra e aberturas de Jornal Nacional, Os Trapalhões, Sitio do Pica Pau Amarelo, alem de festivais e especiais musicais da emissora, tendo ajudado a criar a imagem da musica brasileira que correu o mundo em mais de 100 países através de novelas e filmes" (Manoel J de Souza Neto)
(Distribuição de senhas uma hora antes)
Participação dos músicos: Gilson Peranzzetta, Ivan Lins, Ricardo Leão, Rodrigo Marsilac, Marion Lemonnier, Alberto Rosenblit, Zé Neto, Noel Fernandes e Marcos Kuzka;
>>> 29/09/2017 (Sexta Feira) - Convidado Internacional
10h – Teatro II
Grupo de Trabalho
A Música na Educação
Mediador – Ricardo Petracca

10h00 - Teatro I
Mostra Musimágica Infantil
Filme "Brasil Animado" – Diretora: Mariana Caltabiano. Trilha Sonora: Alexandre Guerra;
15h - Teatro II
Workshop/ Palestra
Tecnologia a Serviço da Música
Pedro Milman e Ricardo Gomes

16h – Teatro II
Workshop/ PalestraMúsica para Jornalismo
Marion Lemonnier e Mauro Perelman

17h – Teatro II
Workshop/ Palestra
Direitos Autorais no Audiovisual
Palestrante: Alexandre Guerra e Mario Di Poi

19h30 – Teatro I
Palestra Musical
Laurence Rosenthal (Detroit)
Laurence Rosenthal, nascido em Detroit, Michigan, após se formar na Eastman School of Music foi para Paris estudar com Nádia Boulanger. Lá ele conheceu e se aproximou da vanguarda de compositores do início do século XX, conhecendo e convivendo com importantes nomes da música de época como Igor Stravinsky, Leonard Bernstein e mesmo Heitor Villa-Lobos. Durante a segunda guerra, foi nomeado ''Compositor oficial dos Documentários da Força Aérea Americana'', posto onde possuía uma orquestra à sua disposição para gravação e muita liberdade criativa.
Compondo também para a televisão, Laurence recebeu o prêmio EMMY de melhor trilha sonora 7 vezes. Paralelamente ao seu trabalho com música para imagem, Laurence sempre manteve uma prolífica carreira como compositor e regente de música de concerto, e teve composições sinfônicas estreadas por Leonard Bernstein, Erich Leinsdorf e a Rochester Philarmonic. Entre seus diversos trabalhos, filmes como O Sol Tornará a Brilhar (1961), O Milagre de Anne Sullivan (1962), Becket, O Favorito do Rei (1964), A Ilha do Dr. Moreau (1977), O Retorno do Homem Chamado Cavalo (1976).

>>> 30/09/2017 (Sábado) - Música & Imagem Internacional
10h – Teatro II
Grupo de Trabalho – O Mercado de Trabalho
Participantes: Aberto aos inscritos.
Mediador – Mauricio Domene (Alberto Rosenblit e Zé Neto enriquecem o grupo)

10h - Teatro I
Mostra Musimágica Infantil
Filmes - Curtas
  • - Histórias da Unha do Dedão do Pé do Fim do Mundo - Diretores: Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora:Tim Rescala
  • - Malevich - Diretores: Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora: Tim Rescala 
  • - Sobre 2 quadrados - Diretores: Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora: Tim Rescala
  • - A Travessia - Diretora: Fernanda Sasaki, Trilha Sonora: Noel Fernandes
  • - O Lobisomem e o Coronel - Diretores: Elvis Kleber e Ítalo Cajueiro, Trilha Sonora: Marcelo Guima
  • - Buba e o Aquecimento Global - Diretores: Bruno Bask e Eduardo Nakamura, Trilha Sonora: Mauricio Domene
  • - Remoto Controle Remoto - Diretores:Bruno Bask, Trilha Sonora: Mauricio Domene
  •  - DINO AVENTURAS - Animação Brasileira Série com 20 episódios - Diretor: Andre Forni, Trilha Sonora: Alexandre Guerra


15h – Teatro II
Palestra
A Percepção da Música no Audiovisual
Palestrantes - Felipe Radicetti e Rodrigo Toffolo

17h – Teatro II
Mesa de debate - O que é Trilha Sonora?
Som Direto, ambiente, efeitos, foley e música
Participantes:
Waldyr Xavier - Editor de Som
Paulo Ricardo - Som direto
Fernando Aranha - Musimagem
Mediador - Zé Neto/ Alberto Rosenblit

19h30 – Teatro I
Concerto Internacional
Orquestra Ouro Preto interpreta o convidado internacional Laurence Rosenthal, entre outros.

01 de outubro (Domingo) - Música & Imagem Nacional
11h30 - Teatro II
Grupo de Trabalho - Direito Autoral
Mediador – Felipe Radicetti

14h – Teatro I
Mostra Musimágica Infantil
Filme "Bruxarias" – Diretora Virgínia Curia – Espanha. Musica Original: Zé Neto
15h – Teatro II
Palestra
Música sinfônica para audiovisual - Composição e Gravação: Tim Rescala e ClementZular

17h - Teatro I
Mesa de Debate
Cadeia Criativa do Audiovisual:
Sylvio Back – Presidente da DBCA (Diretores Brasileiros de Cinema e do Audiovisual)
Ricardo Hofstetter – Presidente da ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas)
Felipe Radicetti - Musimagem Brasil
Tim Rescala - Musimagem Brasil
Mediador: Marcos Souza

19h30 – Teatro I
Concerto Nacional
Orquestra Ouro Preto interpreta compositores brasileiros associados da Musimagem Brasil, além de marcantes músicas do cinema como Manhã de Carnaval (Luiz Bonfá) e Melodia Sentimental (Villa-Lobos)

0 comentários:

Alcione,

FESTIVAL DO RIO 2017 | 'Rio, Pipoca e Biscoito' une música e cinema ao evento!

A 19º edição do Festival do Rio, que acontece de 05 a 15/10/2017,  chega com uma novidade: o projeto Rio, Pipoca e Biscoito, uma dobradinha de cinema e música que acontecerá dias 10,11 e 12/10/2017.

Nessa edição do Festival, serão cerca de 200 filmes de mais de 60 países, espalhados por diversos cinemas da cidade. A proposta do 
Rio, Pipoca e Biscoito é dar sequência às experiências cinematográficas com espetáculos musicais protagonizados por artistas das mais diversas vertentes da MPB. Serão três noites de música e cinema na cidade do Rio de Janeiro, criadas sob a inspiração da sétima arte.

O  Rio, Pipoca e Biscoito é fruto da parceria do Festival do Rio com duas referências culturais que têm a cara do Rio. De um lado a gravadora Biscoito Finoreferência quando se fala em música de qualidade, capaz de conferir credibilidade a todos os projetos a ela associados, e de outro o Teatro Rival Petrobrassinônimo de tradição e excelência artística há mais de oitenta anos. Em comum, a gravadora de Olivia Hime e Kati Almeida Braga e o Rival, fundado por Américo Leal, gerido por sua filha Angela e atualmente pela neta Leandra Leal, viram nascer grandes nomes da música brasileira e seguem sendo referências importantes da cena musical e cultural.
As noites do Rio, Pipoca e Biscoito no Rival serão abertas para o público em geral, mas quem apresentar um ingresso comprado para qualquer sessão em cartaz no Festival do Rio até o dia 12 de setembro, em qualquer dos cinemas participantespagará meia entrada nos shows do Rival (sujeito à lotação). São artistas convidados pela Biscoito Fino, alguns lançando novos projetos, outros experimentando novos formatos, mas sempre com algo em comum: a inclusão de canções de trilhas sonoras em seus repertórios.  Ao longo de três noites, vários artistas se revezarão no palco do Teatro Rival, cada qual com seu espetáculo.
Confira a programação, sempre a partir das 20 horas:
Dia 10/10 – As cantoras Fabiana Cozza e Alcione (40 minutos de duração para cada show)
Dia 11/10 – A cantora Leila Maria  e a dupla formada por Zélia Duncan e o violoncelista Jaques Morelenbaum (40 minutos de duração para cada show)
Dia 12/10 – Silvia Machete, Rico Ayade, Caio Prado, João Fênix, Filipe Catto e Chicas.
(20 minutos de duração para cada show)

Fabiana Cozza leva ao palco do Rival o espetáculo Ay Amor!, com canções do lendário pianista e compositor cubano Bola de Nieve. “La vie en rose”, do filme “Piaf , um hino ao amor”,  é a trilha de cinema escolhida por Fabiana. Alcione, que acaba de lançar um projeto de boleros,  preparou um espetáculo intimista de voz e violão especialmente para o Festival.  Para a segunda noite, a cantora Leila Maria selecionou canções marcantes do cinema nacional e internacional, misturando Paul SimonCole PorterCaetano Veloso e Zé Keti. A dupla formada por Zélia Duncan Jaques Morelenbaum faz uma prévia especialíssima do projeto que será lançado no final de outubro, dedicado a canções de Milton Nascimento. No repertório “O que será”, de “Dona Flor e seus dois maridos”, além de “Ponta de Areia” e “Caxangá”, entre outras.
No dia 12 de outubro um time de artistas da nova geração traz diversidade de estilos e sonoridades à última noite do Rio, Pipoca e Biscoito. Silvia Machete convidará Eduardo Dussek para mostrar Dussek Veste Machete, projeto que será lançado em CD  na semana do Festival. Silvia escolheu um clássico do musical “A noviça Rebelde”, ”My Favorite things (Richard Rodgers e Oscar Hammerstein) para representar o cinema.João Fênix, em turnê com o espetáculo “De volta ao começo”, incluirá “Falou amizade”(Caetano Veloso), do filme “Dedé Mamata”,  e “Não sonho mais”(Chico Buarque), de “República dos assassinos”, no repertório de seu set. O cantor e compositor Caio Prado mistura canções autorais ao clássico “Cucurucucu Paloma”, extraído da trilha de “Fale com ela”, de Pedro Almodóvar. Já Felipe Catto escolheu “I will Always love you”, sucesso de Dolly Parton que ganhou as paradas de sucesso na trilha do blockbuster “O guarda-costas”, para integrar o set que mescla canções suas e de vários compositores.
Completam a noite as apresentações de Rico Ayala, que incluiu “Você não me ensinou a te esquecer” , do filme “Lisbela e o prisioneiro” em seu roteiro, e do grupo As Chicas. O trio escolheu o medley de “Ain’t got no/ I Got life”, do musical “Hair”, para fechar o último show do Festival.

>>> Serviço:
Teatro Rival Petrobras
Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro
Tel.: (21) 2240-9796
Abertura da casa: 1h antes do show
Capacidade: 400 pessoas
Censura: 18 anos
Horário dos shows: início às 20 horasAbertura da casa: 1h antes do show
Bilheteria: terça à sexta das 13h às 21h; sábados e feriados das 16h às 22h.
>>> VENDA DE INGRESSOS ONLINE NO SITE OFICIAL (com cobrança de taxa de conveniência) - Aceitamos cartões de crédito e débito.

Fonte: Festival do Rio (via press-release)

0 comentários:

Cinema do Brasil,

FOMENTO AO CINEMA PAULISTA 2017 | Concurso contemplará diversos projetos cinematográficos

O Programa de Fomento ao Cinema Paulista do Governo do Estado de São Paulo está com inscrições abertas. Com edital disponível no site oficial da Secretaria da Cultura do Estado de SP, o concurso irá selecionar produções divididas em dois módulos: no primeiro serão contemplados seis filmes longas-metragens de ficção e animação, com prêmio de R$ 750 mil cada; e no segundo, quatro projetos de documentários serão contemplados com o valor de R$ 375 mil cada. As inscrições vão até 20/10/2017.
O programa utilizará recursos das empresas estatais do Estado de São Paulo, via Lei do Audiovisual. Caberá à Secretaria da Cultura do Estado a organização do processo seletivo para escolha dos projetos que receberão o patrocínio. "O Programa de Fomento ao Cinema Paulista é um projeto tão importante quanto os filmes que já apoiou desde a sua criação. Algumas das melhores produções brasileiras tem o 'carimbo' do Programa de Fomento e para nós é uma grande alegria", complementa José Luiz Penna, Secretário da Cultura do Estado, .

O Programa de Fomento ao Cinema Paulista foi criado em 2003 e apoiou filmes como a animação 'O Menino e o Mundo' - de Alê Abreu, indicado à categoria “Melhor Animação” no Oscar 2016 -, 'Que Horas Ela Volta?' - de Anna Muylaert, filme premiado no Festival de Sundance, que representou o Brasil na categoria “Melhor Filme Estrangeiro” no Oscar 2016 -, o recente e elogiado 'Como Nossos Pais' - de Laís Bondanzky, que ganhou seis prêmios no Festival de Gramado, entre eles o de “Melhor Filme” -, o documentário 'Homem Comum' - de Carlos Nader, vencedor do Festival É Tudo Verdade, em 2015 -, 'Meu Amigo Hindu' - último filme dirigido por Hector Babenco -, 'Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios' - de Beto Brant e Renato Ciasca -, 'Xingu', de Cao Hamburger, dentre outros.

Fonte: Secretaria da Cultura do Estado de SP (via press-release)

0 comentários:

animação,

MY LITTLE PONY: O FILME | Divulgado clip da trilha sonora na voz de Sia

A cantora australiana Sia juntou-se a jovem dançarina Maddie Ziegler, para a divulgação do clipe da música "Rainbow", composição da própria Sia feita especialmente para a trilha sonora do longa animado “My Little Pony: O Filme”, que chega aos cinemas brasileiros em 05/12/2017. No clipe recém-revelado no canal da cantora no Youtube, a dança é intercalada com trechos da animação. Com uma peruca da Sia, a dançarina dança sobre a água enquanto um arco-íris aparece atrás dela e a cantora performa a canção. No final, Ziegler está suspensa no ar quando a chuva cai ao seu redor. No Youtube, o clipe contabiliza mais 1M de visualizações.

>>> Clique AQUI para assistir!

Além de marcar presença na trilha sonora, Sia está representada na animação pela personagem Songbird Serenade (foto), descrita como uma criatura 'pégaso' e estrela pop no Reino de Equestria. O design da personagem foi especialmente pensado para cantora e contempla suas características físicas.

Com direção do canadense Jayson Thiessen e distribuição nacional Paris Filmes, a narrativa ambientada no encantando Reino de Equestria revela a magia da amizade  em uma viagem inesquecível, que ultrapassa os limites do Reino, e faz com que as pôneis descubram novos amigos e o poder da união.

Fonte: Paris Filmes (via press-release)

0 comentários:

Cartazes,

DONA FLOR E SEUS DOIS MARIDOS | Divulgado o primeiro trailer do remake

Adaptação do clássico livro de Jorge Amado, “Dona Flor e Seus Dois Maridoschega aos cinemas do Nordeste no dia 02/11/2017 - no RJ e em SP em data a ser confirmada, dentro do mesmo mês. O primeiro trailer já foi divulgado.

>>> Clique AQUI para assistir! 
Cartaz oficial (Divulgação)

O vídeo traz os icônicos personagens Dona Flor (Juliana Paes), Vadinho (Marcelo Faria) e Dr. Teodoro (Leandro Hassum) e adianta, em cenas de paixão, sensualidade e comédia, o dilema de Dona Flor, dividida entre o amor de sua vida e o amor seguro. Além de encarnar Vadinho, o ator Marcelo Faria é também produtor do filme. O elenco conta ainda com Nívea Maria, Ana Paula Bouzas, Cassiano Carneiro, Fabio Lago e Duda Ribeiro.

A história mostra o amor tórrido entre Dona Flor e Vadinho, jovem de vida desregrada e amante de noitadas e jogatinas. De tanto cometer excessos, ele acaba morrendo de maneira precoce. Viúva, Flor se entrega a Teodoro, o farmacêutico da cidade e uma figura bem diferente de Vadinho: pacato, frio e metódico. Embora leve uma vida tranquila e confortável ao lado do novo companheiro, a professora de culinária sente falta dos momentos intensos ao lado do ex. Sofrendo a ausência de Vadinho, Flor começa a evocar sua presença, até que ele passa a lhe visitar em espírito, tornando a vida a três um tanto quanto confusa e tentadora.

Ambientado na Bahia da década de 1940, o remake - com direção e roteiro de Pedro Vasconcelos - teve cenas rodadas no Pelourinho, em Salvador, e foi realizado com o apoio da família de Jorge Amado e do Governo da Bahia. Obra lançada originalmente em 1966, já ganhou versões para o teatro e televisão e estreou nos cinemas há mais de 40 anos com direção de Bruno Barreto e com Sonia Braga, Mauro Mendonça e José Wilker nos papéis principais.

A distribuição é da Downtown Filmes / Paris Filmes e a produção da Reginaldo Farias Produções Artísticas, República Pureza Filmes e FV Produções.

Fonte: Paris Filmes (via press-release)

0 comentários:

A Menina Índigo,

A MENINA ÍNDIGO | Divulgado vídeo de bastidores do filme com Murilo Rosa

"Eu gosto de pintar. Bem que eu queria pintar o mundo inteiro!". Esta é a fala de Letícia Braga (foto) no vídeo do teste de elenco em que ganhou o papel de Sofia, protagonista de "A Menina Índigo", novo longa de Wagner de Assis - de "Nosso Lar" - que estreia em 12/10/2017. A atriz mirim, advinda da TV, fez participações em produções como "A Regra do Jogo", "Detetives do Prédio Azul" e o recente maxissérie "Os Dias Eram Assim".

>>> Clique AQUI para assistir!

No vídeo, o diretor explica como surgiu a ideia do filme: "O roteiro  nasceu de uma pesquisa muito grande para entender que geração é esta que estava nascendo", conta. Ainda são revelados detalhes sobre a fotografia e sobre a locação. O diretor de fotografia Guy Gonçalves explica que a câmera funciona como se fosse um pincel. E a casa, onde se passa boa parte do filme, representa o simbolismo da família: "É sobre isso (família) que estamos falando", afirma Wagner de Assis.

O elenco conta com Murilo Rosa - que interpreta o jornalista Ricardo, pai de Sofia - e Fernanda Machado, na pele de Luciana, a mãe. Separados, eles vão se deparar com o desafio de lidar com esta filha, uma criança especial, cheia de talentos e vontades próprias, típica representante da 'geração índigo'. Completam o elenco Eriberto Leão, Paulo Figueiredo, Xuxa Lopes e Luiz Antonio Pillar.

Fonte: Film Connection (via press-release)

0 comentários:

Augusto Madeira,

CHUCK NORRIS | Brucutu oitentista será homenageado em comédia brasileira!

Um ator fracassado herda um apartamento milionário do pai e decide vendê-lo para realizar seu maior sonho: estrelar a refilmagem nacional de um filme famoso de Chuck Norris (foto) lutando no Vietnã. Em meio a visitas de possíveis compradores, ele ainda precisa negociar os direitos da produção original, decidir se aceita um papel menor numa série da TV a cabo e lidar com o suspeito interesse romântico de uma bela mulher. Esta é a trama de "O Sonho de Rui", comédia dramática independente idealizada pelo ator Pedro Monteiro (foto) com roteiro de Ulisses Mattos e direção de Cavi Borges. No elenco, também estão Augusto Madeira, Cadu Fávero, Pedroca Monteiro, Gabriela Estevão e outros. O longa-metragem está sendo filmado no Rio de Janeiro.
Atenção: Pedro Monteiro é o da esquerda!
(Crédito de foto: Eduardo_Riganelli / Divulgação)

Tive a ideia para o projeto durante uma viagem a Alter do Chão, no Pará, em 2015, mas a vontade de encarar o desafio de viver um papel maior no cinema já é antiga”, conta Monteiro. “Assisti a muitos filmes do Chuck Norris nos anos 90 e quis usar a imagem deste ator e lutador ruivo, que virou personagem de piadas, para fazer uma trama bem-humorada mas que pudesse também discutir temas como identidade e cor da pele”.

Pedro Monteiro chamou o roteirista Ulisses Mattos para desenvolver a história de Rui: “Fiquei feliz com o convite porque o Pedro me pediu um roteiro com meu estilo de humor, nada na linha das comédias de sucesso no cinema nacional atual. Ele disse que gostaria de "risos sem dentes", algo que eu também curto, com situações cômicas sutis”, explica Mattos, que tem seu primeiro roteiro de longa filmado, depois de anos como roteirista de séries e programas de humor na TV. “A trama é um amálgama do que nós dois temos de mais estranho escondido em nossas mentes”, finaliza.

A direção coube a Cavi Borges, com quem Pedro Monteiro já trabalhou no filme "Vida de Balconista" (2009) - filme derivado da web-série "Mateus, O Balconista", que revelou nomes como Mateus Solano e Álamo Facó, além do próprio Monteiro, que interpretava o ~"cliente cinéfilo" -, entre outros projetos. O cineasta também celebra 20 anos à frente da Cavídeo, estabelecimento que nasceu como locadora de vídeos e hoje também atua como produtora alternativa de cinema: “Meu trabalho até agora sempre esteve mais voltado para o documentário e o drama, então está sendo um desafio bem interessante filmar um longa cômico. Eu não gosto dessas comédias exageradas e o texto que o Pedro e o Ulisses me apresentaram tem justamente o meu estilo, com humor leve e certas piadas muitos sutis”, define o diretor.

Fonte: Cavídeo (via press-release)

0 comentários:

Alexander Payne,

PEQUENA GRANDE VIDA | Novo filme com Matt Damon ganha seu primeiro trailer

A curiosidade em torno de “Pequena Grande Vida” ('Downsizing') aumenta com a divulgação do trailer oficial do longa dirigido por Alexander Payne...

>>> Clique AQUI para assistir! 

Na trama, Matt Damon (foto) interpreta um morador suburbano de Omaha (EUA) que, junto com sua esposa (Kristen Wiig, foto) sonha com uma vida melhor. Enquanto o mundo encara uma crise de superpopulação, cientistas desenvolvem uma solução radical que pode encolher os humanos a 12 centímetros de altura. As pessoas rapidamente descobrem quanto dinheiro é gasto em um mundo “menor” e, com a promessa de um estilo de vida luxuoso, inimaginável nos sonhos mais insanos, o casal decide se submeter ao controverso procedimento e embarcam numa aventura que mudará suas vidas para sempre.

O filme, escolhido para a abertura do 74° Festival de Cinema de Veneza 2017 (ITA), vem recebendo boas críticas da imprensa internacional. O elenco conta ainda com Christoph Waltz e Hong Chau, entre outros.  Com distribuição da Paramount Pictures Brasil,Pequena Grande Vidaestréia somente em 18/01/2018.

Fonte: Paramount Pictures (via press-release)

0 comentários:

Alan Rickman,

BRUCE WILLIS | Clássico do ator de volta aos cinemas em sessão única!

Setembro é a vez de Bruce Willis (foto) aparecer nas telas da Cinemark. No dia 26/09/2017, às 20h, o detetive John McClane enfrenta um grupo de terroristas numa viagem à Los Angeles, no longa “Duro de Matar” (1988), em exibição na temporada de 'Clássicos Cinemark 2017'. O filme, que marcou época na década de 1980, conta ainda com o saudoso Alan Rickman e Bonnie Bedelia no elenco.

Na trama, John McClane (Bruce Willis) é um detetive da cidade de Nova York, mas para acompanhar sua esposa em uma festa de natal viaja para Los Angeles. Pouco depois de o evento começar, John percebe que o prédio está sob domínio de terroristas e se vê na obrigação de salvar a todos, inclusive sua mulher.

A temporada traz clássicos do cinema sempre nas últimas terças-feiras do mês. O longa de outubro é “Coração Valente” (1995), estrelado por Mel Gibson, no dia 31/10/2017. Já em 28/11/2017, a Cinemark exibe o filme “Clube da Luta” (1999), e em 12/12/2017, o consagrado “Dançando na Chuva” (1952).

Os ingressos podem ser adquiridos no site oficial ou na bilheteria dos cinemas participantes. Os valores variam de R$ 4 a R$ 16. Clientes Cinemark Mania têm 50% de desconto no preço da entrada.

Fonte: Cinemark (via informe publicitário)

0 comentários: